Insânia nuvem

tumblr_llmnwyKhBd1qk3ev6o1_500

Ver o mundo escurecer costuma me arrastar para baixo
Serve de impulso para o que alguém chamaria de crise
E eu já não sei se caio, ou apenas me canso de ficar em pé

Escuto o som da queda e vejo o que não existe em uma nuvem lá fora
Eu já não sei mas o valor do espaço, entre a sanidade e a loucura
Deve ser uma linha de tédio, a que divide o horizonte do país das maravilhas

Horas servem para contar os exaustivos minutos carregando o peso de uma vida
Mas eu tenho reparado na velocidade do tempo
E quando o encaro face a face, ele desaparece

Existir é uma fantasia
Fomos obrigados a engolir todas verdades
E vomitamos mentiras para sobreviver

Sou meio incrédula quanto a tudo
E tudo parece desconfiar de mim o tempo todo
Mas há de fato uma metamorfose acontecendo no céu

Anúncios

Jaqueline em poucos parágrafos

 

images

Olhou rapidamente para o calendário já haviam lhe corrido vinte e seis anos e a semana estava por acabar. Talvez o amanhã lhe oferecesse uma nova doença psicossomática, talvez a nova fatura do cartão mais um fio branco.

Talvez fingisse ter ainda dezenove afim de fingir nunca ter vivido os desastres que lhe sucederam na vida após a tenra idade. Sim, era criança antes do vinte, antes da vida lhe impactar de sobressalto com a experiência do coma.

Pobre garota tão jovem fora submersa numa paixão doentia por um homem ainda menino no âmago, tal desejo por afeto lhe despedaçou o coração. Falsas amizades lhe tiraram o sono, lhe deixaram menos ingênua, ou seja de algo lhe serviu os revés da vida.

Mas tudo tão rápido, um dia estava no jardim de infância e hoje nem sabe por onde seus próprios passos ão de leva-la.

Pra pensar

A vida são deveres, que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas…
Quando se vê, já é sexta-feira
Quando se vê, já é Natal ….
Quando se vê, já terminou o ano .
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida .
Quando se vê, passaram-se 50 anos !
Agora, é tarde demais para ser reprovado …
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho,
a casca dourada e inútil das horas …
Eu seguraria todos os meus amigos, que Já não sei como e onde eles estão e diria: vocês são extremamente importantes para mim.
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo…
Dessa forma eu digo, não deixe de fazer algo que gosta devido a falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

Sobre a participação no CNNP ( O TERCEIRO CONCURSO DO ANO )

20161218_115831

Foi minha primeira participação no CNNP, e me sinto privilegiada por ter sido selecionada para fazer parte de mais uma Antologia Poética promovida pela Editora Vivara.

Deixo  aqui meu soneto que faz parte desse compilado de trabalho de novos poetas:

tumblr_static_tumblr_static_filename_640

Confissão

Tentei de tudo, mas ele não deixava meu pensamento

E então me tornei refém, sem ousar de novo outra tentativa de resistência

Me entreguei inteira ao sentimento

Que pedia de mim solucionar depressa a dor da ausência

E contra a vontade do amor não se luta

Padre o senhor a de me compreender, era um encanto

E já não sou mais uma mulher impoluta

E sabia que só encontraria nele meu acalanto

Havia de ser assim ou eu ia morrer

E eu só iria a óbito por amor, se ele fosse comigo

E então fomos pra não mais sofrer

Para onde vão os apaixonados sem noção de perigo

Fomos amar

Mas não vou pedir perdão por isso

Só queria mesmo era confessar não ter mantido meu sentimento remisso

Pois isso seria pecar


 

20161222_203526

Concurso 1 –  Soneto: Anjo Caído > ver aqui 

Concurso 2 – Soneto: Soneto de didático para Leonardo > ver aqui

É possível conferir outras participações AQUI << 

Domingo em SP : Frida/Cartola/Paulista/Liberdade e Temaki

A vida de universitária não tem me permitido ter tempo  para passeios, por isso neste domingo (24.09.16) resolvi fazer quatro passeios de uma vez rs!

Todos os lugares onde estive, foram  muito especiais, e na companhia do meu grande amigo/parceiro pra ir em tudo quanto é canto (  Ver um outro dia com ele AQUI << ) LUCAS

domingoemsp

Já fazia um bom tempo que pretendia ir a uma exposição da Frida, mas protelei tanto que a tal da exposição  que quis ir, acabou!

Mas então soube que no no dia 3 de Setembro iniciou  no Museu Da Imagem e do Som, uma nova exposição de Frida Kahlo, intitula  SUAS FOTOS [ Olhares Sobre o México ].

frida1friii

Essa exposição vai até o dia 20 de Novembro (2016), mas pra não correr o risco de perder como perdi a anterior, corri pra lá hoje! rs

4444444444444E claro amei a exposição! Infelizmente não é permitido tirar fotos das fotos por razões obvias rs, mas eu trouxe um monte de registros do cenário  para compartilhar por aqui : 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Detalhes sobre a mostra 

Onde : Av. Europa, 158 – Jardim Europa, São Paulo – SP, 01449-000
Museu da Imagem e do Som (MIS)

Valor : 6 reais inteira, 3 reais MEIA ENTRADA ( estudante )

OBS : As compras dos ingressos podem ser realizadas exclusivamente pela Ingresso Rápido. De quarta a sábado também haverá venda na bilheteria.

Aos domingos a venda acontece somente na bilheteria do MIS.

E  às terças-feiras a entrada é free!

00000000

Saindo de lá fomos conferir a exposição em homenagem  ao centenário sambista CARTOLA!

cccc

A mostra conta a história do compositor, e destaca suas principais obras e poesias.

Além de contar com um cenário que remete ao ZICARTOLA (foi um restaurante aberto na cidade do Rio de Janeiro pelo compositor e sambista Angenor de Oliveira, o Cartola, e sua mulher Euzébia Silva do Nascimento, a Dona Zica. Foi ponto de encontro de sambistas de destaque na cultura brasileira, como Elton Medeiros, Nelson Cavaquinho, Ismael Silva e Aracy de Almeida, e grandes nomes da bossa nova, como Carlos Lyra e Nara Leão. Também foi palco do lançamento de Paulinho da Viola) :

xxxxx20160925_14200420160925_14240820160925_14242220160925_14243020160925_14281720160925_142844cartttlooo

Mais fotos :

ONDE :  Instituto Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149 Bela Vista – Centro São Paulo – SP (11) 2168-1700

Próximo ao metro BRIGADEIRO ( linha 2 – verde )

VALOR : Totalmente FREE! =D

OBS : De 17/09 a 13/11 Terças,  Quartas,  Quintas e  Sextas das 09:00 às 20:00 Sábados e  Domingos das 11:00 às 20:00


Paulista fechada neste domingo ( 25.09.16) perfeito para brisar nas fotos com o amigo rs :

Mais em : @unainsolita Instagram


000000000000000

Muitos lugares legais na Liberdade estavam fechados, e foi um tanto quanto decepcionante o lugar  que encontrei para comprar temaki.

Em breve vou começar a fazer post sobre os melhores lugares para comer em SP ( segundo minha gula rs ) . 

Bom, é isso! Esse foi meu maravilhoso domingão curtindo minha querida Sampa ❤

Em breve mais aventuras pela terra da garoa!

 

Soneto de um amor em decomposição

tumblr_n063ut02dc1s2sl3oo1_500

Em memória do que vivemos eu te escrevi

Queria resumir numa carta o passado

Mas foi pouco que transcrevi

Por questão de segurança, relembrar demais é um ato recusado

Meu coração só suporta até certo ponto

Minha mente já não é mais assim tão sã

Eu te amei desde nosso primeiro encontro

Foi quando teve inicio a paixão malsã

E agora ai de mim

Que vivo morto assim

Relembrando que a felicidade escapou de nós por um triz

E foi assim que amor que partiu, me partiu o peito

E agora ai de mim que peno com o lembrança em estado putrefeito

Buscando no passado um amor que não me quis

 

Jaqueline Bastos

Desengano

4329b6fbc3d4d5dfa275532c2230af61

Pensei que era mesmo ele
O ser a me libertar de estar exilada em mim
Não pensava haver outro abaixo daquela pele
Mas não foi assim

Fui consumida por minha própria ingenuidade
Enganada por meu próprio coração
Arrebatada de amor foi minha sanidade
E pelo crer cegamente recebi minha punição

Sofri o castigo da descoberta
E por minhas próprias lágrimas fui liberta
Ainda presa mim, mas livre dele

Há um exilio do qual nunca se pode fugir
Mas de enganos sempre poderemos partir
Novamente pertenço a mim, e não a ele

Jaqueline Bastos