A insólita criação do Capitão Fantástico

Capitão-Fantástico-CinePOP4

Recomendação do meu irmão Cris, ontem eu e meu namorado assistimos CAPITÃO FANTÁSTICO. Meu namorado gostou bastante, mas eu nem tanto, embora concorde que o filme traz sim alguns pontos importantes, tais como se questionar a cerca de como vivemos hoje em dia, como as crianças dessa geração estão sendo educadas e como essas interagem com a natureza e com própria sociedade, eu creio que o filme soou um tanto quanto exagerado, mas vamos lá …

130858.jpg-c_620_260_x-f_jpg-q_x-xxyxx

Para quem não sabe, o filme é sobre: Ben (interpretado por Viggo Mortensen) um pai de  seis filhos que vive na  floresta, e cria seus filhos com um rígida rotina que mais parece treinamentos de sobrevivência. As crianças  lutam, escalam,  caçam e praticam duros exercícios (e claro sem nunca comer bobagem!), não bastasse tudo isso leem obras clássicas e debatem sobre elas, tendo a autossuficiência sempre como palavra de ordem. 

3hgcyu79i2vx

Apesar dos exageros do personagem Ben, e da ideia de crianças e adolescentes tão obedientes e bem dispostos, o decorrer do filme revela algumas surpresas nas quais os personagens ( e o espectador ) são levados a pensar se seria mesmo possível viver tão á parte da realidade atual da sociedade. E é esta sementinha de questionamento que faz o filme ser mais uma insólita recomendação por aqui.   Trailer : 

Se você viu o filme, deixe seu comentário sobre o que achou !

Estilhaços, crise existencial e amizades pouco prováveis em DEMOLITION

001 (4)

Que eu sou uma fã  (desde que vi JIMMY BOLHA quando criança) de Jake Gyllenhaal  a maioria já sabe, mas o que poucos sabem por não ter feito muito burburinho com os brazucas, é o sobre o filme Demolition/Demolição.

Demolition
Direção: Jean-Marc Vallée . Gênero: Drama. Nacionalidade: EUA

Sim, mesmo sendo apaixonadinha pelo ator eu só fui saber desse filme após  ver uma cena do mesmo no instagram ( é, em tempos onde não há tempo para ver trailers  ou pesquisar sobre filmes, basta o instagram! )

giphy

  Neste filme Jake Gyllenhaal interpreta  um homem de negócios, que trabalha  com investimentos  na empresa do sogro, e que levava a vida de uma maneira um tanto quanto sem graça (e sem sentido), até que um acidente  (do qual fez parte) leva sua esposa a falecer. É então que  seu personagem  Davis Mitchell entra em colapso emocional, e é levado a pensar sobre o que de fato teria sido seu casamento, e se realmente é importante o trabalho que possuí, entre outras coisas.

Demolition-33

Nessa procura por sentido Naomi Watts surgi como a atendente Karen Moreno da empresa para qual continuamente Davis envia cartas de reclamação por ter tido um problema com uma máquina de alimentos (justo no dia do acidente). Carente e desesperado Davis desabafa toda a tragédia e crise existencial que tem enfrentado para Karen, e é então que o filme te leva a  pensar que algo clichê como um romance previsível irá acontecer, mas não! O filme vai muito além do previsível, sutilmente levando o espectador a se questionar tanto quanto Davis a respeito de sua própria vida.

 

 

 

DEIXO AQUI MINHA RECOMENDAÇÃO, E O TRAILER : 

Outras recomendações com Gyllenhaal AQUI<<

Pra pensar

A vida são deveres, que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas…
Quando se vê, já é sexta-feira
Quando se vê, já é Natal ….
Quando se vê, já terminou o ano .
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida .
Quando se vê, passaram-se 50 anos !
Agora, é tarde demais para ser reprovado …
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho,
a casca dourada e inútil das horas …
Eu seguraria todos os meus amigos, que Já não sei como e onde eles estão e diria: vocês são extremamente importantes para mim.
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo…
Dessa forma eu digo, não deixe de fazer algo que gosta devido a falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

Agonia e ação na excelente ficção: L I F E

98133520170324100133

Oi de novo ! ( post anterior de hoje AQUI * )

Como sabem, eu sou uma viciada em cinema, e esse ano tenho tentado acompanhar os longas dos mais diferentes gêneros.  E como devem saber ficção cientifica não é um dos meus gêneros favoritos, mas eu bem que gostei de PASSAGEIROS  e até recomendei o filme por aqui .

Mas devo dizer que L I F E (VIDA) do diretor Daniel Espinosa, foi além ! ( E com isso entendam que eu GOSTEI MESMO DO FILME! )

 

Sinopse : Com o objetivo de coletar  amostras do  solo de Marte, seis astronautas   partem em uma estação espacial. Entre os  estudos das amostras, encontram/despertam  um ser unicelular, que seria a prova de vida fora do planeta Terra.  O mundo comemora a descoberta, e até nomeia o ser através de  um concurso mundial para eleger seu nome: Calvin.  Mas Calvin acaba crescendo rápido demais demostrando ser um risco aos astronautas e até mesmo a toda raça humana.

 

O filme conta o lindo  e talentoso Jake Gyllenhaal, que infelizmente não tem um grande papel neste filme. Seu personagem  é um sujeito triste, e muito entediado com a vida, que está prestes a bater um recorde por ser o astronauta a passar mais tempo em uma estação espacial. 

2017314e8de3f78-5ec4-43f2-9762-78be15023d85

Para grandes fãs de ficção cientifica o filme talvez não apresente algo muito novo, por tratar vida alienígena, sobrevivência, risco de extinção dos seres humanos ou mesmo contar muitos efeitos especiais.  Mas eu confesso que não consegui desgrudar os olhos da telona, o filme  tem muitas cenas que causam agonia e simultaneamente expectativa. E as cenas de ação fizeram meu coração acelerar como a muito tempo um filme não fazia.

life-movie--e1489415643326

O filme conseguiu através dos efeitos capturar a atenção para o cenário espetacular e o balé dos astronautas se movimentando na estação espacial, mas sobre tudo conseguiu me ganhar com um final inesperado!

Mas calma não vou dar spoiler aqui, confiram o trailler : 

Instante

aborto-1

Tentava segurar a vida nas mãos, mas tinha as mãos pequenas demais para segurar até mesmo o próprio coração
Desejava aquecer a todos, mas se sentia cada vez mais fria enquanto ardia em tentativas de sobreviver
Esqueceu o coração em algum lugar ou alguém, caminhou rumo ao sol enquanto congelava
Ficou presa em um pesadelo enquanto desejava sonhar
Viveu o oposto do que queria, encontrando os lugares de onde fugia
Sucumbiu no insante em que deveria nascer
Nunca foi alguém, era só o instante de sabe lá quem …

 

#abortoécrime

Algum renovo depois de tanta ansiedade

Oi insólitos (as) !
Me perdoem pela falta de atualizações por aqui. Muita coisa tem acontecido na minha insólita vida, e sim eu gostaria de escrever sobre a maioria delas.

tumblr_nixr3hufcw1t625dco1_500
Há bastante tempo não me sentia assim, reflexiva sobre o presente.
Na maior parte do tempo estava com a mente no futuro ou no passado,mas nunca no agora. Por algum motivo evitava estar realmente na realidade do hoje.

Tenho vivido com presa,contando as horas,os dias,os meses,os anos.Como se estivesse esperando por algo,que não sei o que é.
Me sinto sempre atrasada e exausta, como se precisasse do amanhã o mais rápido possível para que ele pudesse me livrar do hoje.
Entendem o que quero dizer?

Há quem diga que não sou a única, e que esse é o mau do século. DESEJAMOS TÃO ARDENTEMENTE O AMANHÃ QUE NÃO APROVEITAMOS O HOJE,NÃO VIVEMOS SOMENTE CORREMOS COMO LOUCOS ATRÁS DA PRÓPRIA MORTE AFIM DE ALCANÇAR ALGUM DESCANSO.

Por sorte adoecemos antes de desperdiçar toda a vida de maneira tão tola.E então despertamos e passamos a chance de mudar os hábitos, concertar os parafusos frouxos e viver de verdade.
Aparentemente tudo estava bem,eu estava num trabalho, fazia faculdade e passava o fim de semana com meu namorado.
Mas a verdade é que estava suportando nove horas diárias de tédio corporativo,fazendo o que detesto (quem me segue sabe que tenho dificuldade em estar em trabalhos que restringem minha criatividade em 4 paredes e muitas regras) . E sim eu havia voltado a contar as horas para ir embora,durante todas as árduas semanas e meses .Dia após dia sentia mais e mais presa,sentia se a ansiedade me consumisse e ainda tinha as tarefas da faculdade as exaustivas aulas teóricas em inglês. E não me levem a mau ey amo estudar, mas não teve um só dia desde que comecei o curso de Letras Inglês em que odiei menos o idioma, e sempre que ouvia em sala me perguntava o porquê de estar me torturando tanto.

Por que nos torturamos? Por que o trabalho mais longe e mais diferente da nossa personalidade? Por que o curso que vai custar anos de estudo para nos ensinar algo que odiamos? Por que ?

Por que eu nunca faço o que quero e apenas o que acho que devo?

Talvez a resposta seja uma justificativa: eu escolho com presa,pois tenho 26 anos e me sinto estupida por não ter uma droga diploma ou uma carreira.
Mas o mais louco é que quando recobro a consciência,eu realmente não me importo com nada disso. Eu só quero viver,viver bem e sem presa. SEM A ANGUSTIA DE ACOMPANHAR PONTEIROS TEMOROSA … APENAS VIVENDO.

Então eu tentei outro trabalho,resolvi deixar a faculdade (embora eu apenas tenha a trancado não pretendo voltar para o estudo do mesmo idioma). Enfim eu voltei ao início de novo!
Lembram quando comecei esse blog eu estava doente, depressiva e recém saída de um relacionamento toxico? Sem trabalho e sem condições de outra atividade se não escrever… eu estava começando do zero.

Eu tive uns três empregos desde então. Eu me apaixonei duas vezes,eu conheci pessoas incríveis, lugares novos,enfim tive insólitas experiências boas (e confesso algumas ruins, mas até isso foi bom pois aprendi com elas!) , e tudo isso me levou ao agora e a esses pensamentos de recomeço a partir daqui.

Eu fui abençoada em ter nascido na família em que nasci,apesar de tudo o que vi e vivi desde a minha infância,eu não trocaria minha família por nenhuma outra.

***Nota: eu deletei ao postagem onde falava sobre e explico a respeito aqui * Nas palavras em azul no fim da página deste post ***

Entre tantos revés amorosos da maneira inusitada possível num emprego em que estive por apenas 3 meses eu conheci o cara mais incrível do mundo.
Eu tenho poucas e insólitas amizades que tornam mesmo meus piores e mais difíceis dias em dias inesquecíveis!
Eu tenho aprendido a viver o hoje,o agora, esse momento único e precioso e isso tudo o que realmente preciso!

Dedico esse post a você Wen ,meu ex companheiro de sala de aula que também tem enfrentado a ansiedade : Admiro sua força de vontade e seu amor pelos os estudos! Nunca vou esquecer das palavras que me disse: AS VEZES É PRECISO MAIS FORÇA E CORAGEM PARA ABANDONAR ALGO DO QUE PARA CONTINUAR.
Agora eu entendo, e sei que recomeçar não é a saída mais fácil, por isso exige mais coragem de nós. MAS COMO MINHAS EXPERIÊNCIAS ANTERIORES ME MOSTRARAM RECOMEÇAR TRAZ O NOVO,ACRESCENTA A NOS O QUE REALMENTE É PRECISO.
E AGORA EU SEI,EU APENAS PRECISO VIVER.

Certa sem conseguir dormir me levantei de madrugada e escrevi uma postagem de desabafo sobre assuntos familiares com o título “papai é um no monstro” . Muitas pessoas se sensibilizaram com a narrativa e me enviaram emails. AGRADEÇO A TODOS (AS) QUE FIZERAM ISTO.
E digo a vocês qye tenho aprendido muito desde então,sobre tudo a liberar perdão.
Deletei o post em questão a menos de uma semana, e como voces se preocuparam comigo acho importante dizer o que levou a deleta-lo.
Nunca quis que esse blog fosse um lugar odioso,ou apenas um espaço onde deposito minhas dores e traumas . PELO CONTRÁRIO, EU SEMPRE QUIS AQUI COMPARTILHAR MINHAS EXPERIÊNCIAS E IDEIAS*sejam elas boas ou ruins,afim de desabafar sim,mas sobre tudo registrar meus aprendizados com meus próprios erros. NÃO quero daqui alguns anos olhar para esse blog e ver estupidez como a daquele post. QUERO VER OS REGISTROS DE COMO CRESCI,APRENDENDO A LIDAR E ACIMA DE TUDO A SUPERAR.
A vida se encarrega de dar a cada um o que merece, o que já é razão suficiente para não precisarmos guardar mágoa.
Perdoar é libertador,e é melhor do que vingança.

Em breve uma  enxurrada de postagens novas, porque eu estou de volta!

Quem foi SABINA SPIELREIN

 

Foi por acaso que acabei assistindo o filme Jornada da Alma  ( titulo original :  Prendimi l’anima ) que conta muito bem a história da grande psicanalista Sabina Spielrein, a qual influenciou na psicanálise de Freud e  Jung , e vale destacar o fato de que  foi uma das primeiras mulheres psicanalistas do mundo! 

images1

Com  Emilia Fox  brilhantemente como Sabina Spielrein e Iain Glen como Carl Gustav Jung, o filme nos leva a jornada de dois personagens que buscam descobrir  quem  de fato foi  Sabina. E então mergulhamos na  histeria, desejos e psicanalise que fez parte da vida de Spielrein. Super recomendo esse filme (e deixo o mesmo aqui, para apreciação de todos): 


A HISTERIA, A CURA E GRADUAÇÃO DE SABINA

Entre 1904 e 1905, Spielrein esteve internada no hospital Burghölzli em Zurique como paciente diagnosticada com histeria. Carl Gustav Jung foi seu médico e acabou sendo também seu amante, com um o tratamento iniciado utilizando o  método de Freud passou a ajudante de Jung depois de mostrar sinais de progresso. Após Spielrein sair do hospital e começar a estudar medicina, teve Jung como seu mentor de dissertação. Até mesmo o próprio trabalho de Jung adquiriu certa influência de Spielrein.

9

Sabina se graduou em 1911, defendendo uma dissertação sobre um caso de esquizofrenia. No mesmo ano, foi aceita como membro da Sociedade de Psicanálise de Viena. Em 1923, Spielrein retornou para a União Soviética e, junto com Vera Schmidt, criou um jardim de infância em Moscou, sendo todas as paredes e as mobílias de cor branca, o que deu o apelido ao lugar de Berçário Branco.

8
O Berçário Branco em Moscovo

A instituição tinha como principal finalidade o rápido amadurecimento crítico e analítico das crianças. O Berçário Branco foi fechado três anos depois por autoridades soviéticas sob a justificativa de que o local provia práticas de perversões sexuais para as crianças. Um fato interessante foi que o próprio Stalin matriculou seu filho Vassili neste lugar, mas com um nome falso.

Um documentário chamado Ich hieß Sabina Spielrein (Meu nome era Sabina Spielrein) foi feito em 2002 pela diretora sueca Elisabeth Marton, sendo lançado nos Estados Unidos no final de 2005. E além do filme que deixo aqui (de 2002) do cineasta Roberto Faenza, foi lançado em 2011 o filme Um Método Perigoso (A Dangerous Method), que aborda com mais apelo para relação sexual  de Jung com a Sabina, vivida por Keira Knightley (como mostra as fotos abaixo):2dbee5dca2976498083787f72e33de96

b968013d4a5805f477de1818e3877a89Confesso  que prefiro a versão de 2002, pois ela é muito mais focada na vida e trabalho de Sabina na psicanalise. Além de que a triz  Keira não passou ao público a mesma vivacidade de Emilia Fox em sua atuação, deixando o filme ainda mais falho se comparado ao anterior.

Mas deixo aqui o link dessa versão,caso queiram conferir  :  ASSISTIR ONLINE <<

É INTERESSANTE CONHECER A HISTÓRIA DE SABINA E VER COMO A PSICANALISE PODE DE FATO  AJUDAR A TRANSFORMAR NOSSA VIDA.