O som estranho da Jessica Lea Mayfield

O fato de que curto coisas estranhas não é novidade, mas há um bom tempinho  não conhecia  artistas insólitos na música, até que há mais ou menos duas semanas o Youtube me indicou um vídeo  de Jessica Lea Mayfield.

STmayfield05_1314186480

Jessica Lea é uma cantora e compositora americana de Ohio. Que ficou conhecida  por suas canções  sinistras, com um estilo minimalista  um tanto quanto lamentoso. Seu gênero musical se enquadra em Folk, Rock  e Indie. Eu gostei muito dos ritmos das musicas, e da voz dela também, o que compensa as letras que são uma droga como por exemplo a letra de ‘PARTY DRUGS’  e as ironias estupidas de ‘BIBLE DAYS’.

Mas apesar de letras ruins, é possível se deparar com letras menos pessimistas e outras até animadas , como a da minha canção favorita (das que ouvi até agora) da moça de cabelos coloridos que  é   Standing in the sun (que inclusive foi a primeira que ouvi através do vídeo recomendado pelo Youtube): 

STANDING IN THE SUN   

Tradução*   Em pé no sol

tumblr_nbndzn4MdF1qdl86po1_500
Eu gostaria de te ver

Em pé no sol , em pé no sol

eu gostaria de te ver

Em pé no sol , em pé no sol

 

Quando você vai isso me deixa triste

Em pé no sol , em pé no sol

É uma visão de você , que eu tenho.

Em pé no sol , em pé no sol

 

Eu sei que não pode mudar suas maneiras

Em pé no sol , em pé no sol

Ao falar com você todos os dias

Em pé no sol , em pé no sol

 

Gostaria de vê-lo ao vivo

Em pé no sol , em pé no sol

Não sobreviver, mas realmente viver

Em pé no sol , de pé no sol.

Em pé no sol , em pé no sol

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com essa carinha de boneca, e roupas que parecem terem saído do guarda roupa de  um desenho animado Jessica Lea tem atualmente 26 anos, e mais de três álbuns estranhos, confira tudo em jessicaleamayfield.com .

Recomendo ouvir :

O indie rock dos baianos

vivendodoocio

Existem duas bandas de rock oriundas de Salvador* Bahia que eu curto  muito, e é difícil decidir de qual delas gosto mais. A primeira é a já  bastante conhecida banda VIVENDO DO ÓCIOA banda surgiu em 2006, quando os amigos Jajá Cardoso (voz e guitarra) e Luca Bori (baixo) se reuniram em casa para fazer um som, no centro de Salvador. Àquela altura, completos os anos regulamentares do ensino secundário, os amigos já haviam passado por outra banda – a hardcore Trick Attack – e vislumbravam a possibilidade de montar um novo grupo, dessa vez fazendo um som diferente.

O primeiro single “Fora, Mônica” presente em seu primeiro CD teve uma boa repercussão pelo país, e  obteve um grande número de visualizações no Youtube assim como  em outras redes sociais. Com isso, a banda foi pro VMB 2009 sendo indicada como Aposta MTV e ganhou, sendo apresentados por Nando Reis pra tocar o então hit single “Fora, Mônica”. Depois disso, passou-se um intenso período de estrada fazendo shows pelo Brasil, o convite pra tocar no Brazilian Day em Londres em 2010, tocaram no The Dublin Castle por onde passou o Arctic Monkeys, Amy Winehouse e Madness. O lançamento dos singles “Dilema”, “Meu Precioso”, “Rock Pub Baby” e “Oh Não” continuaram o sucesso de “Fora, Mônica”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 2011 tocaram no festival Itália Wave, dividindo palco com outros grandes nomes do Rock como Lou Reed e Kaiser Chiefs. No mesmo ano, se iniciou o processo de gravação do sucessor do Nem Sempre Tão Normal. O single “Silas” foi liberado no fim de 2011 e no início do ano de 2012 saiu o novo disco, O Pensamento É Um Imã, novamente produzido por Rafael Ramos junto com Chuck Hipolitho. O disco foi considerado melhor do que o anterior pela crítica e pelo público brasileiro também, tendo vendido mais CDs e mais downloads foram feitos do que o anterior, Nem Sempre Tão Normal. O terceiro single, “Nostalgia” foi um fenômeno no Brasil inteiro com mais de um milhão de views e com o álbum sendo indicado pra Melhor Disco e Melhor Single no VMB, a popularidade da banda apenas aumentou.

Integrantes – Formação atual
Jajá Cardoso – vocal e guitarra (2006 – atualmente)
Luca Bori – baixo e vocal (2006 – atualmente)
Davide Bori – guitarra e backing vocal (2006 – atualmente)
Dieguito Reis – bateria e backing vocal (2008 – atualmente)
Ex-integrante : Mamede Musser – bateria (2006 – 2008)

Discografia

2008- Teorias De Amor Moderno

vivendo_do_ocio_teorias

2009 – Nem Sempre tão Normal

nem-sempre-tao-normal-W320
2012 – O Pensamento É um Ímã

Capa-VDO-final-550x550

2013 – Som,Luzes e Terror

Vivendo-do-Ócio-Som-Luzes-e-Terror
2015 – Selva Mundo

vivendo-do-ocio-selva-mundo


aed69b2028df68e617b5b31e2b3381b54bf77094

Agora chegou a vez de falar da banda Maglore, que  é uma banda de música popular brasileira e rock, formada em meados de 2009, composta atualmente por Teago Oliveira (voz e guitarras) Leo Brandão (teclado e guitarras) Nery Leal (contrabaixo) e Felipe Dieder (bateria).

Maglore já dividiu o palco com nomes como Frejat, Marcelo Jeneci, Móveis Coloniais de Acaju, Wilson das Neves, Do Amor, BNegão, Teatro Mágico, Deadfish, Eddie, Mombojó, Vanguart, Cascadura, entre outros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Site Oficial da banda:  http://www.maglore.com.br ❤

Essa música/clipe é  demais ❤  !

E ‘Às Vezes Um Clichê‘ é outra que eu escuto muito …

maxresdefault

Pode ser assim
Como um beijinho de passarinho
De uma leveza perspicaz
Quando eu dou por mim
Eu não estou mais tão sozinho
Tenho a beleza da cidade

É que assim talvez
A vida é boa
E tão a toa custa a acreditar
E tudo que acontece
A gente teme
Na certeza desse caminhar

E quero que você me leve
Do seu jeito e do seu modo
Não quero que você carregue
Nenhum peso pelo medo de gostar
Às vezes de um clichê

Posso ser assim
Um pouco alheio do seu ser
Mas é meu jeito de viver
Nenhuma frustração
Calejaria o coração
Sem essa gana de vencer

E quero que você me leve
Do seu jeito e do seu modo
Não quero que você carregue
Nenhum peso pelo medo de gostar
Às vezes de um clichê

Bom, é isso, super recomendo o indie rock  com sotaque do  Maglore e Vivendo do Ócio !