Soneto de um amor em decomposição

tumblr_n063ut02dc1s2sl3oo1_500

Em memória do que vivemos eu te escrevi

Queria resumir numa carta o passado

Mas foi pouco que transcrevi

Por questão de segurança, relembrar demais é um ato recusado

Meu coração só suporta até certo ponto

Minha mente já não é mais assim tão sã

Eu te amei desde nosso primeiro encontro

Foi quando teve inicio a paixão malsã

E agora ai de mim

Que vivo morto assim

Relembrando que a felicidade escapou de nós por um triz

E foi assim que amor que partiu, me partiu o peito

E agora ai de mim que peno com o lembrança em estado putrefeito

Buscando no passado um amor que não me quis

 

Jaqueline Bastos

Um quase, quase amor : Conjurando seu amor

Você me   levou na calma…

Na calma da sua  sutileza

Sutilmente me ganhado

Sou sua  

Definitivamente sua!

Sua antes das juras e do  anel 

Sua quando as luzes se apagam e o dia acende 

Sua antes e depois do trabalho

Sua no caminho de volta e em toda ida  a seu encontro

Já temos um elo maior do que tudo

Já tenho você do meu lado e esse é meu mundo

Releve as falhas agora

Revele de uma vez o mesmo

Porque  sou sua, completamente sua

E preciso que seja meu.

Conjuro  seu amor, pra que possa voltar a viver em paz …

tumblr_m6tkfe6iXi1qinh1vo1_1280