Um filho de Deus

noite-de-luar

Por onde quer que eu fosse sempre via pelo caminho um menino, desses que você se desvia porque considera ser só mais um menino de rua

E todo menino me parecia sempre o mesmo, sem brilho no olhar, sem calçados nos pés

Mas certa vez um deles me roubou a atenção, pois de uma maneira apaixonada fitava a lua

Ou talvez ele olhasse para cima buscando uma resposta, algo que pudesse lhe explicar o porque de sua vida revés

E temi que a lua lhe dissesse que estava fadado a não ter o mesmo direito que os outros

Que seria sempre assim

Uma vida de frio, fome, admirando o céu sobre escombros

Era só um menino, e como todo menino apenas gostaria que a vida lhe dissesse sim

Ao menos uma vez

Ele tinha esse direito

Porque todos temos de desfrutar da vivez

Por isso sei que ele queria ser mais que um qualquer, chamado garoto de rua

Queria receber da sociedade ao menos respeito

E a certeza de também ser um filho de Deus ao contemplar a lua

 

Jaqueline Bastos

Anúncios

Pensamentos

Screenshot_2016-08-28-17-57-16

Esse ano as coisas tem acontecido de  maneira bem inusitada, um dia estava em dois empregos, logo apenas em um, e depois sem trabalho .  E mais rápido  do que esperava em outro trabalho, e então ”repentinamente” e  finalmente na faculdade ( Nem parece o mesmo o ano pra mim ! ) . Tudo aconteceu tão depressa …

Pessoas que conheci, algumas desde já tão especiais, outras que fatalmente esquecerei …

Lugares onde estive, alguns pela primeira vez, outros que jamais imaginei que fosse conhecer …

Lições que aprendi, algumas com risos e outras com lágrimas …

É A VIDA SEGUE DAQUI …

Segue depressa, e eu não corro 

Segue inusitada reservando a cada dia uma surpresa

Me fazendo crescer, 

e sempre ( sempreee ) me fazendo aprender …

Diálogo sobre dor

tumblr_llt4chp4qF1qjdim2o1_400

Falávamos sobre ausência quando notei seu olhar marejado, e então perguntei :

– Você está bem?

– Estou. Embora nunca feliz. 

– O que  quer dizer?

– Desde que ela faleceu nunca mais fui o mesmo, e sei que nunca mais serei feliz. Tenho bons momentos, momentos de alegria, mas felicidade não mais. A felicidade se foi com ela.

– Não acho que deveria pensar dessa forma.

– Não escolhi pensar assim, simplesmente é desse jeito. Porque é assim que sinto, e não se pode mudar o que é, o que se sente.

– Gostaria de poder ajuda-lo mais não sei o que dizer.

– Não diga nada. Sensibilidade doí mais é necessária. Só agora sentindo a ausência dela consigo compreender tudo o que significa pra mim, e consigo ama-la muito mais do que antes. Talvez seja isso …

– O que ?

– A morte  talvez seja algum tipo de lição para ensinar aos que ficam algo sobre o amor. Inevitavelmente numa constatação envolta em dor… Queria  apenas mais um por do sol perto dela, mais um almoço juntos, só mais um momento, uma lembrança a mais, mais um dia. Queria nunca sentir  essa falta, nunca aprender essa lição, mas por alguma razão sou eu quem permanece desse lado.

 

 

PS ‘ Conversa com um amigo que perdeu a mãe em 2014 . 

Meu sumiço, minha gripe e as novidades

Depois de O que a garotinha vai estudar afinal ? e O que eu quero afinal?  FINALMENTEEEEEE um desfecho rsrsrs!

1315999512Detesto mesmo estar ausente do blog, já se tornou rotina manter contato com o mundo por aqui rsrs … Mas a vida andou repleta de surpresas ( surpresas boas! )  e na busca por aproveita-las da melhor maneira e digerir os últimos fatos, acabei por ficar sem tempo para registrar os ocorridos. Mas em plena tarde de domingo ( totalmente gripada, sem voz, sem energia e com cólica ) aqui estou !

A falta de tempo se deu porque resolvi parar de protelar o retorno aos estudos, e eu confesso que tentei com muita garra minha bolsa para  o curso de Automação Industrial, e por nove (NOVEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!) pessoas na minha frente eu perdi essa chance!

Mas eu nem tive tempo para lamentar e comecei a elaborar um Plano B, e antes mesmo que esse se fizesse necessário uma excelente oportunidade surgiu \o/ !

E agora a insólita que escreve aqui está matriculada em uma Universidade para cursar Letras-Inglês ( Plano inicial da vida, desde a pré adolescência como já  falado por aqui).

  • Finalmente meu Português será adequado!  ( Mas se possível continuem me corrigindo! )
  • Vou poder dar aulas *______*#sonhodevidaapesardaexperienciaruimcomPedagogia
  • Vou aprender Inglês ( o que vai melhorar minhas chances com James Franco rs! ou não … ) 
  • Vou ficar melhor nessa coisa de escrever! rsrsrs …

Sabe o que dizem ?  Se uma porta se fecha …

images (1)

As aulas começaram em breve e eu pretendo registrar o máximo possível sobre  por aqui ( acesse O Parágrafo Universidade espaço criado para compartilhar as experiencias por lá ).  E por falar em novidades criei também um espaço aqui no blog para tentar organizar meus terrorismos artísticos,  por hora está vazio, mas logo terá bombas coisas em  Ateliê Metafórico .


Estou super feliz  e  empolgada, mas realista de que vai ser uma tarefa e tanto conciliar trabalho, projetos pessoais, ONG ( conto mais sobre em breve ) e a faculdade, mas como sabem eu sou quase a mulher maravilha ‘

mulher

Okay, eu estou longe de ser  a mulher maravilha, mas a vida tem sido maravilhosa então o mínimo que posso fazer é me esforçar para estar  no ritmo das surpresas que andam surgindo.

Meta número um no momento  > sarar dessa gripe e me livrar das bolhas de febre no meu rosto ( estou me sentindo demasiadamente esquisita com elas! )… Se conseguir me livrar delas antes das aulas vou me sentir com uma heroína ( heroína da minha própria imagem ) !

Boas lembranças

large (8)

Costuma andar com uma bagagem pesada
Cheia de razões e sentidos medonhos que dei a cada uma delas
Mas era um fardo grande demais, e me empedia de ver que a vida é mais simples do que parece
Maior do que se mostra aos apressados
Pois melhor do que ter as respostas é poder caminhar livremente para encontra-las

E então eu soltei a velha certeza pelo caminho
Segui o trem do inesperado
Tropecei no caminho, e vi coisas que jurava que nem existiam

Tenho um punhado de sementes nas mãos agora
Tenho plantado outras razões
Não para as levar comigo
Já não preciso justificar meus passos
Eu apenas devolvo ao caminho o que ele me deu

Mais do mesmo em linha reta

20050-front

  • Mais do mesmo :  Sobre não ser uma ‘’blogueira’’,  Geração Panico e  revolucionários de poltrona

Eu demorei muito pra criar um perfil no Facebook ( na verdade quem fez um pra mim foi minha irmã), e demorou mais ainda pra mim ter um acesso frequente no perfil criado. E quando passei a  usa-lo de fato achei uma droga e  deletei imediatamente ( o que foi a primeira tentativa de evita-lo), mas depois de um mais ou menos dois anos  eu voltei , deletei de novo e depois adivinhem, voltei!

Hoje em dia cumprindo a promessa de fazer uma página quando o blog chegasse aos 1.000 seguidores, tenho até uma página bobinha por lá  com meia dúzia de curtidas.

Já sendo mais tolerante rs,  compreendo que o  problema não é o Facebook, a ferramenta  é muito boa, e pode ser uma maneira muito eficaz de comunicação se bem utilizada.

Eu já falei por aqui antes sobre  o comum mau uso dessa rede social e como isso tem afetado algumas pessoas: 

Mas hoje eu gostaria de falar sobre  outras questões a respeito que andem notando, algo além do que apenas o mau uso, se trata dos indivíduos   por trás disso tudo, se resumindo em  postagens de foto  com frases de impacto,  propagando o sensacionalismo, ridicularizando qualquer um a troco de um like, ou expondo sua ‘’felicidade’’ pra se sentir gente.

O  Facebook assim como qualquer outra rede social é um reflexo  da sociedade, e se acha que eu estou exagerando, pense bem !

Seu Facebook é um resumo sobre quem é  você ( se é que você é  realmente você por lá ), seu perfil online com informações suas descritas através de sua s postagens. Compreende-se que o conteúdo delas deva ser  o reflexo da sua personalidade, o que gosta, o que talvez não goste, suas fotos, seu  registro  de algo que considera importante, suas palavras, por fim um pouquinho de você!

Mas o que vemos?

Mais do mesmo!

Eu acho que existe uma expressão que resume bem esse ‘ MESMO ‘, eu  poderia dizer que essa é  a geração liquida a qual Zygmunt Bauman se refere em seus livros, mas prefiro usar meu termo chulo ( que creio fará total sentido pra muita gente)  Geração Panico Na Tv !

O programa é   péssimo, mais deve dar audiência, digo isso porque o comportamento de muita gente é baseado nele.

  Humor pobre (A geração Panico na Tv ) e outras misérias

276244_Papel-de-Parede-Meme-I-See-What-You-Did-There-Com-Close_1920x1200

Personalidade! Se você tem por favor use!

Foi se o tempo em que seu cabelo, sua roupa, seu óculos, seu tênis era uma maneira de se vestir demonstrando sua personalidade. Hoje em dia  a maioria quer ter o corpo, o cabelo, as unhas, a roupa, a vida de uma panicat !

E quem não pode? Tenta, tenta pelo menos no Facebook ser assim.

O que explica aquele monte de fotos iguais, de ‘’vidas’’ tão similares e vazias.

Opinião!  Se tiver use adequadamente ( e pelo motivo certo) !

É só esperar um tema bem polemico e sensacionalista pra tratar de fazer seu post opinião, recheado de argumentos falidos de quem nem leu uma matéria ( viu na tv ou na UOL um vídeo sobre e olhe lá !) .

E depois esperar por likes !

Mais se você nem quiser ter o trabalho de escrever, é só esperar por uma foto com  alguma frase de impacto sobre e daí com um click você COMPARTILHA!

A ideia que não é sua, mais serve ! Afinal de contas expressa bem o que você quer dizer!

lec3a3o-no-espelho

Tem umas três  semanas  que participei de uma reunião de trabalho, onde a gerente tentava expressar a ideia de que os colaboradores da empresa precisavam se valorizar, ter mais alto  confiança,  e consequentemente mais garra.  Mas ela não conseguia dizer isso, ela tentou mais não conseguia mesmo!

Então disse ‘  Alguém aqui já viu aquela foto no Facebook de um gatinho se olhando no espelho se vendo um leão? É  isso que estou tentando dizer, vocês precisam se ver um leão !’

images

Quando  as frases prontas do Facebook começam a expressas suas ideias/sentimentos/opiniões  mais do que você mesmo conseguiria , isso é muito serio!

Até quando vão deixar  que te roubem  sua expressão/voz,  sua personalidade/individualidade?

O perfil é seu, seja você!

Você de verdade não mais um tentando se enquadrar na massa,  trocando sua essência por uma porcaria de um like!

tumblr_inline_mub46jcP4v1so75ri

Que se danem os likes! São apenas cliques, não significam nada, absolutamente nada!

Essa carência de reconhecimento, essa necessidade de  alto afirmação, o desespero por fazer parte de  algum  padrão, isso é o que mais vemos nas redes sociais/NA SOCIEDADE ATUAL.

279570_Papel-de-Parede-Meme-Facepalm_2560x1440

Esse humor pobre sobre tudo e todos, onde pessoas são expostas, ofendidas e ridicularizadas porque alguém achou conveniente publicar/compartilhar um foto, é mais do que simplesmente cruel, é medíocre!

É igualzinho o tipo de humor do programa Panico, sem sentido, sem noção do que é desrespeito, e pior sem graça!

tv

 

Algumas pessoas me perguntam por e-mail se não tenho medo de expor minha opinião., se sou de verdade rsrs ou se meu blog é de uma personagem ( igual a outros tantos personagens na internet).

E não eu não tenho medo de expor minha opinião, mais teria medo de não ter uma opinião.

Não acho que minha personalidade seja das melhores ( estou sempre encontrando coisas pra melhorar em mim), mais fico feliz de ter uma personalidade seja ela como for.

Porque faz com que eu não seja mais do mesmo!

Quando escrevi o post Mundo tóxico, estupro coletivo e a audiência da dor alheia , algumas pessoas comentaram aqui no blog e outras por email, dizendo que vi a situação por uma ótica bem diferente.

Mas eu pensei ‘ Todo mundo tem uma ótica própria ( e era obvio que o assunto se iniciou com o estrupo sendo propagado na internet), se a maioria está vendo tudo da mesma perspectiva significa que todos estão  realmente ficando iguais. ‘

E eu realmente não entendo!

Não entendo porque fazer parte da  geração panico, quando  você poderia ser apenas você,insolitamente você mesmo(a) !

O sujeito que assume que perde as vezes ao invés de sempre ganhar. Que num é perfeito, mais é humano, e sendo humano tem sua identidade nesse mundo! E não precisa ser príncipe ou princesa, rei ou rainha dos likes, só precisa ser você mesmo!

De modo que agregue ao mundo seus pontos de vista,  sua percepção da vida, ou ao menos ser quem colore os cenários em preto e branco da mesmice  com a  atuação seu  do verdadeiro eu.

Pra que fazer parte da repetição do inútil, se você  ( só você ) consegue a  qualquer momento ( se quiser ) revolucionar seu mundo, e com isso mudar algo de fato através de atitudes?

Como alguém que usa parte do tempo para compartilhar algo na internet, eu fico muito feliz quando uma postagem ( uma mera frase) com alguma uma experiencia minha  proporciona a alguém uma minima reflexão sobre algo. Sabe, pode ser que pouquíssimas pessoas me leiam e das que leem só duas ou três prestem realmente atenção, mas vale apena, ser  eu mesma mesmo sabendo que isso não da ibope rsrs!’

Algumas pessoas me sugerem ser  ‘’Blogueira’’ falar sobre outras coisas, assuntos menos chatos do que sobre como contorno meus problemas,  ou pensamentos utópicos sobre uma sociedade menos liquida. Mas eu não sei evitar ser a garota sem likes, eu comemoro  as visitas nas postagens de resenhas de livros que eu achava que só eu tinha lido rs, e se recebo um email estranho sobre algum ( dos vários) post excêntricos, eu penso  ‘ Não estou na geração panico, não agrado os revolucionários de poltrona ( já que posto experiencias ) , sou provavelmente só mais uma estranha na minoria’

E quando a maioria é  droga,  é mais do que nunca um grande  prazer, ser  apenas eu.


Facebook é reflexo da sociedade, diz pesquisadora da UFMT

A SOCIEDADE DO FACEBOOK QUE ANDA EM LINHA RETA

17:59

tumblr_m9hrwezBio1rnbzgeo1_500

Esse ano vem sendo no mínimo diferente pra mim.No início do ano, lá no dia 1 de Janeiro,eu acordei bem cedo (nem aguentei de sono muito tempo depois da virada) porque tinha de ir ao trabalho. E por falar em trabalho dois meses depois, estava em outro emprego (ou seja em dois).
Até que recebi um convite de trabalho que pareceu  tentador, e então deixei meus outros dois empregos ( mas isso foi muito mais do que sair de empresas, me fez abandonar  uma rotina,amigos e eu arrisco dizer um eu que se perdeu ).

Quem acompanha o blog sabe que fiquei doente e isso estava me prejudicando nas minhas atividades,e foi uma das razões que me fizeram aceitar a nova oportunidade de trabalho sem pensar.E então visando minha saúde,e finalmente uma ascensão profissional e dinheiro, eu mergulhei de cabeça nesse novo trabalho.
Acabei viajando e conhecendo pessoas,indo a lugares que nunca havia ido antes, e claro passado horas num escritório imaginando o que estava acontecendo fora daquelas paredes. É eu estava infeliz,muito infeliz eu diria.

Algumas pessoas juram que nasceram pra se sentarem naquelas cadeiras giratórias e fazerem cotações, acordos e contratos, outros dizem que são movidas pelo dinheiro que isso proporciona, pois o que ele pode comprar é sua maior motivação.

Mulher-cansada-no-trabalho

 

Mas sentada ali eu ficava tentando imaginar os estranhos na rua caminhando numa tarde ensolarada,ou quem sabe enfrentando uma terrível chuva. Algum vestígio de vida,qualquer coisa além de metas e papéis,e então eu contava cada minuto até as dezoito horas enquanto presumia que ainda existia vida real lá fora.

As 17:59 sentia meu coração saltar,o coração que durante oito horas me impediam de usar estava pulsando de novo,já não era mais um robô,estava aliviada e feliz.

Voltava pra casa sendo eu mesma de novo, mas estava cansada, e só de pensar em ter de voltar no dia seguinte,no outro e no outro até o fim de semana eu já me entristecia.

No almoço as colegas de trabalho falavam sobre como a hora de almoço passa rápido enquanto a última hora para as dezoito  parecia ser uma eternidade,se queixavam dos gerentes,da empresa,do salário,dos maridos,dos  filhos,enfim da vida.
Falam mais do quanto eram infelizes no trabalho,fosse viajando ou no escritório,e fartas de serem infelizes se cabavam umas às outras de beber muito no fim de semana (o que pra mim só mostrava ainda mais o quanto são infelizes) e planejavam a próxima balada ou passeio.

Eu ficava calada  a maior parte do tempo,não sou casada e não tenho filhos o que elimina a maioria dos assuntos em comum com elas,não  bebo e não sei esperar até o final de semana para encontrar uma válvula de escape. Eu escrevo,me apaixono,desapaixono,escrevo, vou ao cinema,leio, sujo telas,vejo filmes na Internet,mantenho esse blog no ar,imagino historias e sonho que elas posam ser reais. Não preciso beber pra “lidar”  com algum trauma,me divertir ou ficar “bem”. Levo minha vida entediante enfrentando meus demônios e arrumo tempo pra divertir de verdade  (do meu jeito) apesar dos pesares.

Mais eu ficava ouvindo elas,e pensando no porque estava tão infeliz e não achava uma resposta sobre.

Me esforcei e quis “amar” o que fazia,mais aquilo no máximo me proporcionaria dinheiro(depois de muito dinheiro a empresa claro).
Foi quando comecei a me dar conta que estava vivendo uma dicotomia,meu corpo vivia pra cumprir obrigações de uma agenda,enquanto minha alma berrava ‘O que você está fazendo? E por que ?’

Eu conversei com algumas pessoas sobre,e pensei ALGO ESTÁ MUITO ERRADO.POR QUE NÃO CONSIGO FICAR FELIZ COM A ESCOLHA QUE FIZ?

Meu corpo estava farto de ter que se parecer com uma máquina programada pra trabalhar de segunda a sexta , enquanto meu espírito me enchia de perguntas sobre minha alma estar perdida em algum lugar onde perdi também meus reais objetivos de vida.

Sabe,o problema não era o cansaço e o desgate, eu sei o que é  estar cansada por trabalhar em dois empregos,era algo que me fazia mau interiormente.
Eu me via triste a maior parte do tempo,e pensava na vida e nas pessoas que deixei pra trás (uma delas meu muro inspirador),senti saudades de todos os amigos,do caminho por onde ia, e de quem eu era e o que sentia.

Alguns meses atrás eu era uma garota apaixonada,determinada e feliz apesar de ter estado adoecida e cansada.E me vi na mesa daquele escritório tendo de buscar na mente o que era estar viva.

Eu não trabalhei no meu último dia naquele escritório,eu fiquei imaginando como iria fazer pra pedir as contas (sabendo que não ia pedir ),imaginei a reação dos meus pais por me verem abrir mao de uma boa oportunidade (E nem na minha imaginação eles aceitavam bem).

Peguei meu celular  faltando alguns minutos para  ir embora,e escrevi pra mim mesma :

ISSO É TEMPORAL,É O QUE VOCÊ QUER?
A OMISSÃO ACABA PARECENDO SER O PARAÍSO, MAS É  SÓ UMA QUESTÃO DE TEMPO ATÉ O INFERNO INEVITÁVEL PRA ONDE ELA TE LEVA!

Senti como se houvesse sido golpeada no estômago quando li essas palavras.

Dicotomia!Eu acho que a outra parte de mim falava comigo.
É isso é bem estranho, 17:59 peguei minhas coisas e ia saindo quando a gerente me chamou pra conversar.

E finalmente aconteceu, fui demitida ao invés de pedir as contas (como costumo fazer,só esse ano duas vezes),em resumo ela disse que sou fantástica  (é ela usou essa palavra *fantástica, e disse que talvez se arrependesse de me demitir porque eu era pontual, profissional e bla blá blá ),mas contratou o próprio filho no meu lugar(isso é tão anti ético que podia render outro post,mas devido às circicunstancias e o todo meu foco é  outro ).

Apesar da sensação estranha de estar pela primeira vez sendo demitida (e da certa revolta por haver  largado dois trabalhos pelo tal) eu senti um alívio.

Pareceu que alguma coisa balançou minha vida,e isso a colocou no lugar de novo.
Eu não entendi ainda exatamente aquelas frases que escrevi,mas fico feliz por nós últimos dias não olhar pro relógio as 17:59 me perguntando sobre o porque de estar me fazendo tão infeliz.

Apesar de sentir que as coisas voltaram aos trilhos eu ainda não tomei grandes decisões ou fiz grandes coisas.Eu estou imóvel resolvendo o que realmente quero,e analisando o quanto isso é ou não temporal demais pra valer meu tempo de vida.

A vida é tão preciosa e eu a tenho deixado escapar no passar  sem sentido de horas é horas… meses e anos me dividindo em duas.

Sendo em parte a pretensão dos meus desejos temporais e uma outra metade trancafiada esperando algum outro momento pra se mostrar.Quem sabe amanhã, quem sabe daqui a pouco no minuto seguinte as 18 horas.

C o n t i n u a   em    Dicotomia (Filosofia,Teologia) e partes de mim