Meu primeiro BuJo (Parte 1)

PicsArt_01-15-10.30.57

De certa forma  desde  muito pequena (com isto compreenda muito jovem rs!) eu já fazia algo parecido com o famoso Bullet Journal também chamado de BuJo. Eram uma espécie de diários com desenhos, recortes  ou mesmo fotos coladas, e até havia certas listas e planejamento de coisas para fazer no dia-a-dia /mês ou ano neles. 

Mas quem organizou tudo isto e de um nome a esses cadernos tão especiais, foi  o designer digital  Ryder Carroll que vive no Brooklyn, NY.

Este ano decidi aderir aos queridinhos do Pinterest e do  Tumblr. Mas confesso não estar seguindo as  regrinhas básicas do BuJo, que seria fazer calendários ou mesmo índices.

PicsArt_01-15-10.54.23
Caderno  sem pauta que ganhei do meu namorado e estou usando para o Bullet Journal

Eu assisti a algumas semanas atrás  a este video AQUI, do canal IlustradaMente o qual  nos incentiva a fazer uma espécie de diário que consiste ter um espaço para escrever no inicio do dia e outro para  noite, no espaço para se escrever no dia devemos escrever pelo menos três coisas pelas quais devemos ser gratos (Pra já começar o dia de pé direito, sendo feliz com o que possuímos!) , depois fazer três afirmações positivas sobre si mesmo (Algo do tipo: EU POSSO, EU CONSIGO, para espantar o negativismo e qualquer pensamento de inferioridade em relação aos desafios pessoais/diários). Já  para o espaço da noite a ideia é fazer uma auto avaliação e ver o que poderia ter tornado o dia melhor (de modo a avaliar o próprio comportamento/ desempenho profissional etc). 

Enfim, eu achei a ideia muito legal,  e depois de assistir a essa pregação AQUI do Tiago Brunet na qual se aborda a importância do planejamento da vida espiritual, emocional e financeira (além de destacar a importância no foco dos objetivos sem se desviar para possíveis propostas no decorrer do ano). Juntei tudo e fiz o meu próprio e insólito Bullet Journal,  que claro, também uso para planejar minhas tarefas diárias, metas mensais e listas. 

PicsArt_01-15-10.34.55

PicsArt_01-15-10.47.00

PicsArt_01-15-10.48.22

PicsArt_01-15-10.58.02

PicsArt_01-15-10.42.41

PicsArt_01-15-10.38.49

PicsArt_01-15-10.53.37

Através do BuJo estou treinando o lettering,  que é resumidamente, a arte de desenhar letras. E também estou pegando gosto por fazer doodles.

Doodle é uma palavra inglesa para referir um tipo de esboço ou desenho realizado ao acaso, quando uma pessoa está distraída ou ocupada. Massss que ganham próposito nos BuJos. Servem por exemplo para dar destaque a uma data especial , ou mesmo decorar as páginas. 

IMG_df805171ad808277703741600040dd0d
Doodles que eu fiz.

Meu BuJo está bem no comecinho, então tá tudo bem misturado, bem colorido, e cheio de desenhos e fotos. Mas acho que com o tempo vou organiza-lo melhor, e mostro por aqui, sobre tudo se ele esta me ajudando a organizar o dia/ a vida rs!

Anúncios

Poesia sobre o íntimo: Outros Jeitos De Usar a Boca de Rupi Kaur

5Não é sempre (pelo menos não na atualidade) que um livro de poesias chama tanto atenção a ponto de  ocupar o primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times.  Mas isto aconteceu com OUTROS JEITOS DE USAR A BOCA,  livro que reuni poemas e gravuras da escritora e artista Rupi Kaur.

kaur

Rupi  é uma imigrante da Índia, e foi justamente por ter dificuldade em falar inglês quando criança  que se dedicou  a desenhar (hobby que herdou da mãe) e a ler.

E então aos dezessete anos (em 2009) passou a se dedicar a escrita, e ficou famosa nas redes sociais pela temática abordada em sua arte, que carrega uma forte expressão poética de sobrevivência e femilidade. 

rupi

Atualmente Rupi vive em  Toronto , no Canadá, e Milk and Honey– editado por aqui como OUTROS JEITOS DE USAR A BOCA é seu primeiro livro publicado. 

2

Minha historinha com o livro:  O livro já havia a bastante tempo me despertado interesse, tanto pelo fato de se tratar de poesia (como sabem eu me interesso/e escrevo  poesia), e principalmente por esta estar relacionado ao tema MULHER/femilinidade. 

Não sou feminista, e por essa razão mesmo tendo bastante interesse na abordagem da mulher através da escrita, sou bastante criteriosa, e acabo tendo dificuldade em encontrar um bom livro  que trate a respeito.  

9

Mas Rupi uniu o que procurava a um livro com excelentes gravuras (as quais admirei muito!). E então quando  recebi o livro de presente do meu namorado, o devorei em poucas horas! (Embora eu ache que este seja o tipo de livro que se deva ler vagarosamente, buscando refletir a respeito). 

6

Embora já tenha lido a um certo tempo (quem me acompanha do instagram deve ter visto os diversos trechos que compartilhei por lá),  eu queria ter tempo suficiente para falar desse livro por aqui. E finalmente esse dia chegou, rs!

8

Como mulher acredito que é  de suma importância  transmitir  o nosso ponto de vista  em relação o cotidiano no que diz respeito a violência, preconceito, relacionamento familiar/e afetivo, perdas e etc.  { Por isso recomendo este livro, a todas as mulheres (sem exceção), e  aos homens sábios,  para que estes através das palavras de Rupi possam ver um pouco melhor  como muitas vezes nos sentimos em relação a estes temas. } 

Eddard Stark (5)

Neste livro, que é   dividido em quatro partes, que são :  A DOR,  O AMOR, A  RUPTURA E A  CURA

O livro se inicia pela DOR onde Rupi nos conta um pouco sobre os abusos sofridos durante  sua infância e  ao que tudo indica inicio da adolescência. 

Chamando atenção para o tema estrupo, abusos psicológicos, e relação familiar de opressão. Rupi também nos leva a  reflexão, sobre como podemos ser ocupadas/os por educar as mulheres  para serem de certa forma passivas em relação a estes desacatos.  

1617078d7eea82ab652d01420301a311--rupi-kaur

Voz

 

Na parte AMOR,  é abordado a importância do amor próprio, e como este pode tornar muito mais saudável nossos relacionamentos. 

Páginas-de-Leite_Mel_054_055

 

IMG_2514

 Minha parte favorita foi  A RUPTURA onde Rupi parece nos passar com ainda mais força toda revolta do seu íntimo em relação a toda opressão, seja da sociedade, da família ou mesmo de relacionamentos tóxicos e abusivos.

( clique nas imagens para ve-las em tamanho maior )

19894329_667275290133420_1258025908_n-600x800

E então depois de toda poesia de sobrevivência gritada, chegasse a última parte intitulada A CURA,  onde a autora escreve “A questão sobre escrever é que/ eu não sei se vou acabar me curando/ ou me destruindo” — Rupi Kaur

É  A PARTE DO LIVRO ONDE MAIS SE DESTACA A IMPORTÂNCIA DO AMOR PRÓPRIO,COMO LIDAR COM AS PERCAS E SOBRE TUDO COMO TRANSFORMAR EM POESIA/ ALGO POSITIVO   TODA DOR DAS EXPERIENCIAS AMARGAS

6d1b6343f6e4ff062e855d4c3504365f

download

 

  • EDITORA:  Editora Planeta do Brasil, 2017  –  204  páginas 
  • Não deixei de ler este livro, e repassa-lo as mulheres que conhece, pois elas com certeza irão em algum ponto se identificar e se sentirem reconfortadas por esta leitura. 
  • Se eu não destaquei muito bem os motivos pelos quais este livro deve ser lido, não deixe de ver o post feito pelo SUPER INTERESSANTE a respeito do mesmo. 

 

 

Insólito, romântico,poético e baseado em best-seller francês (disponível no NetFlix): Jack e a Mecânica Do Coração

1946122-concours-jack-et-la-mecanique-du-coeur-votre-enfant-dans-un-moment-d-amour

Estava procurando algo para assistir no Netflix, e me deparei com Jack E A Mecânica Do Coração (2014). Não costumo assistir animações, mas o filme  me chamou bastante atenção tanto pela sua belíssima arte, quanto  pela sua sinopse interessante.

Já cansada de ver mais do mesmo na plataforma streaming, eu pensei Por que não? 

E acabei por descobrir uma estória linda, que será a minha primeira recomendação á vocês este ano! 

A mãe de Jack está a beira de congelar no alto de uma colina coberta de neve, quando finalmente é socorrida pela parteira Madeleine (meio feiticeira), e da a luz ao pequeno.

Mas por ser um dia  frio (tãoooo friooo!), o coração de Jack congela.

E daí eu já pensei Poxa que filme triste!

Mas para salvá-lo, Madeleine substitui seu  coração por um relógio.

Isto é quando o filme (ao meu ver) começa a ganhar nuances do estilo Tim Burton.

A essa altura é difícil já não ter se afeiçoado por Jack, um menino  ingenuo (que sofre demasiado bullying na escola por ter um coração de relógio cuco), cheio devaneios e obstinado a reencontrar sua amada.

Daí fiquei sem saber se torcia por ele e Luna, ou se torcia pra ela não acha-la e ficar vivo.  Mas contrariando meu desejo, o  belo romance leva Jack a uma  aventura  com direito a susto de Jack Estripador,  e  uma amizade  como Georges Méliès. 

Se eu contar mais vou dar spoiler  (trailer abaixo): 

A direção do filme  é por conta de  Stéphane Berla (não, não é Tim Burton!). Com apoio do Roteirista: Mathias Malzieu  (músico francês  e autor do livro no qual se baseia a animação *  Malzieu também faz a voz de Jack ).

Abaixo duas versões da capa do livro aqui no Brasil: 

Pretendo  ler o livro (e fazer resenha aqui no blog), de tanto que gostei da animação, e a julgar pelo primeiro capitulo disponível aqui , o filme é provavelmente o reflexo de um excelente livro. 

N.º Páginas: 192
Editora: Contraponto

 

Retrospectiva 2017: RELEMBRANDO LUGARES ONDE ESTIVE

Feliz Ano Novo (6)

Eu tenho a impressão de ter vivido uns três anos dentro de 2017,  pareceu que neste ano coube muitos acontecimentos, principalmente se tratando de lugares onde estive. 

Este com certeza foi o ano que menos fiquei em casa, quando não estava no trabalho ou no cinema, estava em alguma exposição, ou visitando algum lugar diferente. 

Resolvi separar aqui  um pouco dos melhores lugares por onde estive, e falar um pouco sobre a relação que tive com cada um deles, e a memória que fica…

CONHECI O BANCO BSP (12)

Vou começar relembrando minha visita ao BSP (Banco de São Paulo) que aconteceu numa manhã chuvosa muito especial, na companhia de um dos meus melhores amigos (LUCAS!). 

Eu já fiz uma postagem aqui, falando sobre esta visita, mas resolvi cita-la nas melhores por conta da sensação maluca que senti ao ver algo tão antigo. Foi uma quase viagem no tempo rsrs!

Fomos muito bem recebidos por lá, e eu tirei muitas fotos pra guardar pra sempre a belíssima arquitetura deste local.   { Para ver meu post sobre,clique aqui ! }

E por falar em lugar antigo, mas recentemente fiz uma visita ao MUSEU DO CAFÉ, que fica instalado no edifício da antiga Bolsa Oficial de Café, e tem como principal objetivo preservar e divulgar a história do café no Brasil e no mundo por meio de suas exposições e atividades culturais.

CONHECI O BANCO BSP

Todo mundo sabe que sou louca por museus, e sempre que via as belíssimas fotos do local aumentava muito minha vontade de conhece-lo, até que finalmente este ano, tive o prazer de estar lá com meu amigo (parceiro de passeio 4ever *Lucas é claro!), e meu namorado.

Site oficial do Museu: http://www.museudocafe.org.br/

Pela nossa viagem juntos esse foi por si só um dia muito especial,  tanto que rendeu um bate e volta na Praia do Gonzaga (local que eu não também não conhecia)  e  claro uma passada na  Pinacoteca  Benedito Calixto (que onde também estive pela primeira vez).

CONHECI O BANCO BSP (1)

Com certeza não é uma das melhores  praias onde estive, pois no dia em questão nos deparamos com muita sujeira por lá, e água estava bastante escura.

Mas nos pareceu um lugar seguro para tirar  muitas selfies rsrs …

Ah e aqui vai algumas fotos ”artísticas” que tiramos na Benedito Calixto

Site oficial da pinacoteca: http://pinacotecadesantos.org.br/

Eu nunca havia ido a um AQUÁRIO antes, e decidimos visitar o Aquário Municipal de Santos :

IMG_20171203_150352

Muitas fotos e boomerang’s/videos de tartarugas,tubarões, peixes e outros seres marinhos deste dia podem ser vistas no meu instagram @jaqueinsolita

Pretendo em breve fazer uma postagem especial tanto sobre este Aquário, quanto sobre um outro lugar que  maioria das pessoas normais já foi, e que eu nunca havia visitado, que é o ZOO São Paulo. Existe toda uma polemica envolvendo lugares onde os animais ficam expostos como atração (sendo nem sempre bem cuidados), e eu pretendo ainda abordar o tema por aqui. Mas por enquanto deixo aqui alguns dos meus registros durante um ZOO SAFARI feito no Zoológico de São Paulo : 

CONHECI O BANCO BSP (2)

Ainda falando de viagem, eu não poderia deixar de citar como tendo sido um dos lugares mais especiais onde estive, minha breve, mas muito linda viagem á bela cidade de Vinhedo.

Como já dito aqui anteriormente, em um post sobre esta viagem, foi deverás especial para mim conhecer o local, pois ele esta ligado a um grande projeto pessoal, que se Deus quiser estará prontinho em 2018! ❤

CONHECI O BANCO BSP

Tenho uma grande amiga (Alessandra) que pretende, e será uma grande atualmente na área do direito. E ter conhecido o lindo espaço que o Castelinho Conde de Sarzedas disponibiliza foi um mergulho de cabeça no universo da best!

A visita  também rendeu um post, que pode ser visto, clicando aqui << 

CONHECI O BANCO BSP (3)

Meu momento nerd do ano, foi muito bem vivido na exposição A ERA HEROICA, que destacou  a arte  cheia de movimento do  desenhista brasileiro altamente conceituado Ivan Reis.

POSTAGEM NERD  >> AQUI!

CONHECI O BANCO BSP (4)

Mas com certeza minha exposição favorita do ano, foi Desvandando Universo de Amélie Poulain, com curadoria de Hugo Umberto Carmesim.

A mostra teve entrada gratuita,contou com  100 obras e 5 itens decorativos que destacam a ótica de diversos artistas plásticos sobre o filme.

Esteve em cartaz no piso TS do shopping Frei Caneca, até 15 de outubro de 2017. Na época que postei fotos da minha visita por lá no instagram, muita gente me chamou para perguntar onde era, e eu respondi  á todos, mas estava até agora devendo as fotos por aqui, então lá vai uma chuva de Amélie no slide abaixo: 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Meu namorado que é um grande fã de Legião Urbana vai discordar de mim ( junto de muitas pessoas rsrs),
de que a melhor mostra do ano foi promovida pelo Mis, onde era praticamente possível conhecer rsrs Renato Russo.
E eu não poderia deixar de cita-la entre os melhores lugar por onde estive este ano. Então confere aqui , uma postagem especial
sobre nossa visita ao Renato! rsrs

CONHECI O BANCO BSP (6)

Agora é hora de citar dois lugares muito floridos  onde estive este ano, o primeiro deles rendeu postagem aqui no blog, que é um lugar que  amei conhecer e pretendo visitar novamente em 2018, o BOSQUE DAS CEREJEIRAS!

CONHECI O BANCO BSP (9)

O segundo lugar era sonho de criança, o CATAVENTO (próximo ao terminal Parque Dom Pedro no centro de SP). Finalmente conheci o maravilhoso Borboletário do local (Endereço: Praça Cívica Ulysses Guimarães – Brás, São Paulo – SP, 01015-090), e claro trouxe comigo algumas fotos!  { Super recomendo a visita ao local! }

Screenshot_20171230-213753

CONHECI O BANCO BSP (5)

Um local que pretendo com certeza revisitar é o Instituto Tomie Ohtake, que já chama atenção por fora, devido sua arquitetura impressionante! E  ainda mais  por dentro, pois além de contar com todo um acerco da grande Tomie, traz sempre grandes exposições.

Vale apena visitar !

{ Endereço: Av. Brg. Faria Lima, 201 – Pinheiros, São Paulo – SP, 05426-100 }

CONHECI O BANCO BSP (11)

Outro lugar que com certeza voltarei, é o famoso Beco do Batman!

Estava meio tímida, como vocês podem ver nas fotos deste post, mas em 2018 prometo ser uma modelo melhor! ;DCONHECI O BANCO BSP (7)

Chegou a hora de falar de shows, e uma antiga promessa que tinha com meu grande amigo Lucas… Desde que nos conhecemos prometemos um ao outro que iriamos junto ao Show do Marcelo Jeneci (pois esta é uma das nossas paixões em comum!)

Este ano  cumprimos nossa promessa, e curtimos um belíssimo show do cantor no Teatro Eva Wilva na zona leste de São Paulo!

Foi com certeza uma noite inesquecível!

CONHECI O BANCO BSP (8)

E ainda falando em show, e noite inesquecível, eu não poderia deixar de citar uma das melhores noites de 2017, em que pude conferir o Show de lançamento do cd ”NO SEU QUINTAL” , da melhor banda de rock do planeta (minha banda favorita lógico!) RESGATE!

Vale lembrar que esta também foi a noite do casamento do meu irmão, no qual eu era madrinha. Mas sim, eu deixei a festa, p/ conferir o show!

Esta também é a primeira vez na vida que usei um vestido longo (e sim eu detestei a experiencia, e também a cor escolhida para as madrinhas!)

O álbum está incrível, essa banda parece vinho, quanto mais o tempo passa, melhor fica!

Screenshot_20171230-224722


20170809142259_WV1502299379W598b44f39acca.58

Como disse no início desse gigantesco post, eu fui muito ao cinema (talvez um dos anos em que mais fui ao cinema), então claro vou nomear os melhores filmes deste ano!

Que para mim foi Animais Famintos ( Já citado AQUI – E absurdamente esnobado pela porcaria do Oscar! ). E o outra também com o charmoso Jake, (ficção que surpreendeu) intitulado VIDA ( o qual comentei por AQUI, que foi minha estreia em um Cinema SP CINE,vale apena conhecer mais sobre clicando AQUI  << )


Antes de ir para o gran finale, eu preciso dizer que foi uma experiencia ter revisitado o Planetário  Professor Aristóteles Orsini, também conhecido como Planetário do Ibirapuera,local que eu não ia desde a infância.  ( Confira AQUI < )

E eu não poderia deixar de citar por aqui a SALA SÃO PAULO, onde conferi pela primeira vez na vida uma ORQUESTRA !

O concerto ficou por conta dos talentosos músicos da Orquestra de Heliópolis, que transformaram a manhã do meu domingo em uma experiencia mágica!  

IMG_20171015_105643


E agora sim, o último mas não menos inesquecível local que visitei !

Eu já estive no RJ em meados de 2011 (visitei Búzios!) e este ano tive o convite irrecusável do namo para (conhecer  sua mamis, ou seja minha sogra rs!) ir conhecer sua terra de Natal (no Natal rs!). 

A experiencia foi incrível do começo ao fim, ( e como meu instagram já está puro Angra dos Reis ) vou deixar por aqui apenas algumas fotos dessa viagem maravilhosa :

Agradeço a Deus por todos os lugares lindos que conheci este ano, por todas as novas descobertas, todos os novos amigos, enfim todas as novas experiencias! 

Para ver meus post de reflexão sobre acerca de 2017  {  CLIQUE AQUI !  }

viagem

Sobre o espetáculo Anne – O Diário de Anne Frank no teatro FAAP

teatro-faap-anne-frank

460356_569No dia  16/11/17 (quinta-feira passada) a insólita que vos escreve não pode deixar de comparecer a única apresentação  em São Paulo de  Anne – O Diário de Anne Frank no teatro FAAP. E agora não posso deixar de registrar por aqui a importância deste espetáculo, pois considero demasiadamente necessário que as novas gerações tenham conhecimento da  célebre história de ‘Anne’, a menina judia que durante a Segunda Guerra Mundial, teve de  se esconder em um sótão juntamente com mais sete pessoas por dois anos, antes de ser levada para o campo de concentração de Berg-Belsem.

O espetáculo não foi nem um pouco sensacionalista, não enfatizou aqueles detalhes tão tristes do diário de Anne (como temos acesso no livro), não utilizou-se dos fatos tristes em torno dos registros da jovem para causar pena a plateia. Arrancou sim lágrimas de alguns (afinal de conta se trata um sofrimento causado pela estupidez e crueldade, e tudo por conta da intolerância e o antissemitismo).

Anne4

Com nuances de humor em certos momentos, o espetáculo enalteceu não as dores de Anne  embora essas também tenham sido mostradas na medida correta, mas o tempo todo o foco estava nos textos de seu diário que nos mostram o como amar a vida é importante, em toda e qualquer situação. 

E creio que seja unanime na opinião de quem já assistiu ao espetáculo, que  o mesmo tenha o poder de fazer com que amemos ainda mais a extraordinária visão de Anne a respeito da vida, e da raça humana. Pois apesar de tudo ao qual fora submetida Anne amou viver. 

Com duração de 75 minutos o espetáculo conseguiu  mostrar isso, e merece muito ser visto por muitas e muitas pessoas!  

Parabéns elenco e direção!

Elenco / Direção

Direção: Gilson Filho.

O elenco: Camila Deleigo, David Berestinas, Marina Salles, Paula Lucisano, Bruno Mariotti, Marília Marcucci e Shaul Borsari.

Participação Especial: Amilton Monteiro. Ator Convidado: Mazzarini Filho.


 Foi meu primeiro espetáculo no Teatro FAAP, e confesso que gostei muito, o lugar é lindo, tanto por dentro quanto por fora, vale muito apena a visita.  Conta com 500 lugares,  e fica na Rua Alagoas, 903 (Higienópolis). Aqui alguns registros que fiz por lá: 
Teatro – Centro atuante de cultura

Nos últimos cinco anos, passaram pelo palco do Teatro FAAP as personagens de Peter Handke, Maria Adelaide Amaral, Ionesco, Pirandello, Tckekhov, Antonio Ermírio de Moraes, Maria Clara Machado, Alfred Jarry, Margaret Edson, David Auburn, Marta Góes. Nomes famosos como o de Raul Cortez, Marília Pera (que recebeu diversos prêmios por sua atuação na peça “Mademoiselle Chanel”), Christiane Torloni, Irene Ravache, Cecil Thiré, Beatriz Segall, Adriane Galisteu, Débora Bloch, Ana Paula Arósio, Jonas Bloch, Paulo Autran (que atuou cinco vezes na FAAP, em temporadas diferentes).

Hoje, a Fundação Armando Alvares Penteado é referencia na educação e na cultura do país, e o seu teatro faz parte desta história.

FONTE: AQUI

 

 

Último dia para conferir a exposição da DC Comics na Biblioteca do Memorial da América Latina

20170823_145914

Ivan Reis é considerado um dos mais conceituados desenhistas brasileiros de renome internacional, e hoje é o último dia para conferir  no Memorial A Era Heroica, o universo DC Comics, que esteve em cartaz desde o  18 de agosto.

Eu estive na exposição do grande desenhista a cerca de duas semanas, e infelizmente só agora tive tempo de passar meus registros para cá, mas se está vendo este post a tempo corre lá! Vale muito apena conferir de pertinho  os esboços e arte final do artista.

O  processo de criação das histórias em quadrinhos é muito interessante e denota muita criatividade e tempo e tudo isso é possível conferir na exposição:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 A exposição  é uma parceria da Fundação Memorial da América Latina com a Faber-Castell e a Chiaroscuro Studios, e reúne mais de 200 itens em artes originais, material de produção, colecionáveis como estátuas e action figures produzidos com base em designs criados pelo artista.

20170823_145516

Local: Biblioteca Latino-Americana – Memorial da América Latina
Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda, São Paulo – SP, 01156-001
Telefone: (11) 3823-4732
Horário: de terça a domingo das 9 às 18 horas
Entrada franca

Renato Russo a grande mostra do MIS

IMG_20170912_095428288

O homenageado da vez no MIS é ninguém menos que RENATO RUSSO! E como namorada de um grande fã de Legião Urbana, estivemos lá !

IMG_20170912_104224077

Um dos maiores ícones da música brasileira merecia uma mostra a altura, e curadoria de André Sturm – ex-diretor do MIS –  e direção de arte do Ateliê Marko Brajovic, com a ajuda de Giuliano Manfredini, único filho do artista  não deixou a desejar!

Foi confiado a  equipe do museu  total acesso ao apartamento de Renato Russo, tudo foi catalogado e adaptado para  exposição. 

A mostra  apresenta, por meio de uma experiência imersiva, a vida e a obra deste ícone do rock brasileiro.
A exposição parte exclusivamente do acervo pessoal de Renato Russo, apresenta objetos , peças de vestuário, fotografias, manuscritos, instrumentos musicais, documentos escolares, desenhos, cartas de fãs, além de prêmios, fanzines, folhetos e impressos variados que irão percorrer toda a sua trajetória.
IMG-20170913-WA0058

O público pode mergulhar no caráter multifacetado de Renato Russo, que, além de grande letrista, também produziu desenhos e pinturas, bem como uma peça de teatro e projetos cinematográficos. Particularidades como suas coleções de anjos e de baralhos de tarô também podem ser vistas no local. 

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM

Av. Europa, 158, Jd. Europa

São Paulo – SP, Brasil

CEP 01449-000

11 2117 4777

VISITAS GRATUITAS ACONTECEM TODA TERÇA-FEIRA AS 10HRS