Antes dos trinta: Meus fios brancos

Help cabelo branco

O normal seria os primeiros fios grisalhos aparecem lá pelos 30 anos de idade nos homens e aos 35 anos nas mulheres. Mas … Essas fotos eu tirei hoje pela manhã, e sim ,esse cabelo repleto de fios brancos é meu (infelizmente)!

Meu irmão começou a ter fios brancos aos 19, e dizem que isso está muito ligado ao DNA, e eu acho que foi castigo de tanto fazer piada com ele rsrs, porque os meus surgiram quando fiz 21 anos, e hoje em dia (aos 25) o número de fios brancos parece terem triplicado.

O processo chamado apoptose, que é a morte da célula que produz a melanina – pigmento que dá a cor aos pêlos e à pele,varia de acordo a genética de cada um, e por isso  algumas pessoas assim como eu e meu irmão, vivenciam esse processo antes dos trinta anos.

Mas de acordo alguns estudos a respeito, o número de pessoas com o surgimento de fios brancos antes dos trinta vem aumentado. 

Algumas razões são apontadas  :

  • Pode ser uma carência de vitamina B, principalmente das do complexo B5 e de ácido pantotenico.  O que entra na justifica de que nossa maneira de levar a vida e a alimentação tem piorado, o que influencia diretamente  nossa saúde.
  • Não está comprovado cientificamente, mas há  suspeita de que o estresse auxilia na queima da melanina.
  • Segundo Adriano Almeida, dermatologista e tricologista, diretor da Sociedade Brasileira do Cabelo, da capital paulista,os fios envelhecem de maneira cronológica ou por agentes externos, como poluição, sol, cigarro e tratamentos químicos, afetando assim a coloração das madeixas. “O sol é um grande vilão, pois destrói o cabelo, que é feito basicamente por proteínas (melanina e queratina). Com o tempo, a agressão diária do sol oferece uma fragilidade na haste capilar”. Ele lembrou também que, a cada geração, a canície (branqueamento dos cabelos) tem se iniciado mais cedo entre o grupo de pessoas que transfere, geneticamente, esta tendência aos descendentes, o que pode estar relacionado ao estilo de vida que levamos.

tingidoE somos nós  mulheres as maiores vítimas da canície – perda da coloração dos fios. Pois para nós não tem charme nenhum  ter uns grisalhosTalvez tivesse se eu fosse a Maria Antonieta, mais eu não sou! kkkkkkkkkkkkk!!!

tumblr_llyxhuRszn1qazkdco1_500

A solução mais uma  vez foi  tingir, o que é bem chato porque comecei a tingir meu cabelo muito cedo (aos onze anos), e agora que  finalmente aprendi o quanto tinturas podem ser prejudiciais e não quero mais tingir, me vejo obrigada a fazer uso das tinturas como uma medida paliativa.

Tingi da cor natural do meu cabelo, castanho escuro, e o resultado foi este da foto.

Amava tingir meu cabelo das cores mais bizarras possíveis, e olhe pra mim agora tingindo de castanho *____* … é talvez não sejam só por causa dos fios brancos, mais eu mudei .


 

0,,32878824-EX,00

Segundo  a lenda os cabelos de Maria Antonieta ficaram brancos na noite anterior ao seu encontro com a guilhotina. Aparentemente, o estresse da decapitação iminente fez com que seus cachos perdessem a cor em questão de horas. Muito provavelmente, isso não passa de um mito mas, segundo os cientistas, o estresse pode exercer um papel em um processo mais gradual de branqueamento dos cabelos.Ou é mais provável que tenha ocorrido uma queda abrupta dos cabelos decorrente de estresse, e como os fios brancos recentes são mais resistentes, só eles lhe sobraram em sua cabeça.

tumblr_mhe8aqj7sj1rj4no3o1_500_large

Outras explicações possíveis: A rainha pode ter sofrido um ataque repentino de Alopecia areata, uma doença auto-imune que ataca cabelos com pigmento, causando sua queda, mas deixa os fios brancos intocados. Ou então o estresse da situação poderia ter gerado uma multidão de radicais livres em seus folículos capilares, que viajaram pela haste dos fios, destruindo o pigmento e produzindo um efeito branqueador. Ou talvez ela tenha parado de usar suas perucas – revelando que seus cabelos já eram brancos há muito tempo.

 

Anúncios

Meus cansados e esperançosos 25′

Não olhe muito pra mim! Apesar dos vinte e cinco ainda tenho espinhas! E boa parte de mim ainda está no universo lúdico da infância. Não cresci por inteiro, não sou toda adulta. Vou ao trabalho, pago as contas e isso é tudo sobre ser grande.
Ainda me confundo com os números, tenho pesadelos com a Matemática iguais aos que tinha na época das lições sobre Álgebra. Ainda tenho medo do escuro, medo dos monstros verdes que minha imaginação criou.4759535941_617d6a5eb7

Não olhe muito pra mim! Apesar dos vinte e cinco que completo hoje, não sou como as outras mulheres da minha idade. Não sei usar salto, uso mochila ao invés de bolsa, e ainda não sei pra que serve a maioria das maquiagens.
E se confesso ainda ser criança, sou um menino! Um menino que odeia futebol, mas que também não assisti novela. Um menino de imaginação fértil apenas, que cria seus próprios mundos…
Tenho aprendido muito com tudo e com todos que surgiram no meu caminho, coisas boas e coisas ruins, tudo me ensinou ( e me ensina ) uma lição. Coleciono lições, e as uso pra tentar crescer ( pelo menos crescer interiormente ), ser alguém melhor …
Não estou pronta pra tudo, mas tenho esperanças, sei que a vida ainda tem muito a me ensinar, e estou pronta…pronta para as novas lições, pronta para mais vinte e cinco !
Pra mais cinquenta anos ! … Mesmo exausta… faz parte de mim, continuar.
Comecei a semana com sono (pra variar), na segunda tinha vinte e quatro, e na cabeça a ideia fixa de que estou envelhecendo (e claro, estou mesmo rs… assim como você o tempo todo!)
Meu lado adulto me cansa …. tenho estado cansada como quem já viveu não apenas 25 anos mais sim 25 vidas rs, estou cansada do tédio, das ilusões, de esperar o ônibus, de esperar pelo vagão menos cheio do metro, de ir e voltar do trabalho e de administrar as misérias dos outros!
Estou cansada das minhas pequenices, cansada do meu próprio cansaço. Cansada dos outros, do tempo, dos alarmes e todos outros sons da cidade que não param um só instante de gritar.
Estou cansada demais pro rock,melancólica demais pra sobreviver a MPB.
Inercia…
Vida sem graça na segunda feira!
Mas ai veio a terça, resisti ao cansaço. Suportei com bravura outra quarta-feira sobrevivendo com fast food!
Quinta senti medo.
Cheguei em casa viva, dormi.
Hoje é sexta tenho 25, estou meio cansada ainda, mas a idade não é tanta pra que tenha por direito me aliviar do enfado de existir de segunda a segunda. Ainda gritam ‘ ÉS JOVEM MENINA! E então preciso agir como se fosse.
Tenho vinte e cinco agora, e o que esse número diz, se não que não sou muito nova, nem muito velha?
Nem adolescente nem balzaquiana … só jovem !
E o que fazer da minha juventude cansada?
Realmente não sei … deveria saber … mas não sei.
Dizem que dormir ajuda.
Vou tentar …
Ao menos lá nos sonhos sou eu (criança sonhadora) de verdade, eternamente sem idade que limite quem sou ou o que significo.

26/02/2016