Silêncio

178970-Hush.-Enjoy-The-Silence

O grave da minha voz poderia incomodar
Mas o que quero realmente, é ensurdecer a alma dos desavisados  
Os que não sabem para que, ou pelo que vale apena gritar
Eu vim pra que houvesse dor
Pois a dor que em mim doeu primeiro, me ensinou o que todos deveriam aprender
Que o grito vem e morre, mas o silencio há de perdurar

Fazendo do silencio meu mais estrondoso grito 

Eu ainda ouço os pensamentos  mudos ao redor
Ameaço um grito , mas a frieza  me cala
Sou só silêncio afogada nos gritos que nunca saíram do peito

Porque me calo?
O que dizer ?
Se digo apago a ideia ao invés de acende-la, e assim eu causo o incêndio
Eu  mesmo coloco fogo e recolho as cinzas 
Vou embora sem dizer nada , nem uma só palavra

Fecho a porta
Pulo da janela
Eu me  arrependo

Quebrei a ponte que usei para chegar até aqui 

Eram palavras, agora é só silencio 

Anúncios

7 comentários sobre “Silêncio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s