Um quase, quase amor: Boba

largze (11)

Deixe-me sonhar
Não quero acordar
Pelo menos não agora
Não antes da aurora
Ainda há muito pra imaginar
Um mundo inteirinho pra gente se amar
Ainda tem essas rimas tolas no meu caderno
Sobre como isso bem que podia ser eterno

Ou deixe-me acordar
E de verdade me leve a sonhar
Faça isso agora!
Antes da aurora!
Como quiser imaginar
Um mundo pra gente se amar
De um jeito eterno
Igual presumi no meu caderno

Anúncios

16 comentários sobre “Um quase, quase amor: Boba

  1. Boba… Acho que é um eufemismo… Pois eu me sinto é muito patética quando tenho um amor não correspondido ( = a todos os meus amores até agora). Ai, ai, mas é tão bonito, que me pergunto se não estava apenas amando por amar… Que o sol não nasça! A noite tem que continuar.

    Curtido por 1 pessoa

      1. Aff! Acho que é da natureza humana mesmo… Nosso bom e velho amigo Bauman descreve bem esta incessante busca por um relacionamento que preencha um vazio, ainda que a maior parte dos relacionamentos com os quais nos deparamos sejam os do tipo líquido.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s