A quarta parte do tempo

large (19)

Na primeira parte do do tempo corri por todas aquelas pessoas que não me valorizam o suficiente.

Corri por causa dos prazos, corri pelas juras tolas prometidas a mim mesma.
Corri na chuva, por aquele ônibus cheio de surpresas que nunca parou pra mim.
Corri pra parar o tempo e adiantar minha chegada em casa depois do trabalho.
Nada adiantou, corri em vão. Como se corre-se atrás do vento.E pior, cai.

tumblr_m1jpu7iskX1qf8em3o1_500_large
Usei a outra metade do tempo para me levantar.
Voltei a correr para alcançar a terceira parte do tempo.
Nao o alcancei, acho que estou aceitando o fato de que é melhor não correr.
Me resta pouco tempo agora, estou tentando acertar apesar de todas as pessoas que não me valorizaram o suficiente.
Apesar do enfado dos dias e das surpresas boas que ainda não surgiram.
Uma promesa a mim mesmoa, de agora em diante apenas andando, andando no sol ou na chuva pra nunca mais cair.
E é isso que torna a quarta parte do tempo eterna.

Jaqueline Bastos

Anúncios

6 comentários sobre “A quarta parte do tempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s