Os deuses que criei

arte-argila-modelagem-escultura-260-4Não importa o que possuísse ou fizesse me sentia vazia , então procurei por coisas novas , pessoas novas …
Entrei na faculdade , sai da faculdade . Me interessei por alguns sujeitos , que depois de um tempo não quis mais.
Passei a achar que se tivesse novos amigos seria melhor , então fiz novas amizades e passei a desejar mais novas amizades , mas não importa quantas amizades possuísse nunca era suficiente.
Idolatrei pessoas que me decepcionaram , e nem posso culpa-las , são apenas pessoas , e fui eu quem as idolatrei.
Mesmo que uma multidão não me bastasse , tanto quanto você não fui feita para viver só.
Então comemorei a chegada dos bebes , e há algo que idolatramos nas crianças , a paz , a ingenuidade , a pureza , e principalmente o fato de serem limpas dos mundanismos,que passam ocupar nossas ideias com o passar do tempo.
Mas as crianças cresceram e perderam a majestade de possuir pureza interior. Eu conclui o mesmo que conclui acerca dos meus amigos , e paixões , é o mesmo , as crianças também não são deuses.
Mas estava fadada a continuar procurando , e fui parar em lugares remotos , onde muitos encontram seus deuses , no trabalho.
Então entrei num trabalho , sai desse trabalho , entrei em outro , sai … e jamais cosegui enxergar Deus , ou algo maior no que fazia. De modo a continuar procurando , pensando que se talvez o cargo ou atividades fossem diferentes talvez eu me sentisse diferente.
Talvez buscasse deuses que me fizessem me sentir diferente , mas todos que idolatrei eram limitados , limitados a no máximo um único poder prazer , dinheiro , companhia.
Mas não supriam o principal vazio …
O vazio que todos temos , do exato tamanho de Deus , que nem uma multidão de deuses pode preencher .
Amigos , nem mesmo os melhores que possam existir , o amor da minha vida , filhos , carreira , nada é o suficiente para esquecer do vazio .
Nem seu filme , livro ou música favorita pode te distrair desse fato . Não importa quantas viagens faça você sempre irá voltar ao mesmo lugar , o lugar vazio …
Criamos deuses para nosso consumo , os consumimos , e eles nos consomem ,tola maneira de tentar fugir do vazio , ao invés de preenche-lo.

Encaramos todos os dias os deuses que criamos , e por mais inúteis que eles sejam , não conseguimos evitar nos dobrar a eles.
Ajoelhados diante da absoluta miseria de nós mesmos que eles representam o adoramos , pensando em criar um próximo deus , um deus para quado chegarmos em casa , um que nos motive a ir pro trabalho na segunda de manhã , ou no minimo um que como um genio realize nosso desejo mais carnal.
Um deus , um deus qualquer , que possamos adorar sentados na poltrona , deuses e mais deuses é o que procuramos , enquanto o o Único Deus que realmente existe nos procura.

Anúncios

9 comentários sobre “Os deuses que criei

  1. Puxa, Jacky. É muito lindo e profundo este texto. Fez-me parar para pensar em tudo o que já fiz e em onde e quando procurei por Deus se foi só quando precisei e obtive resposta ou se o procurei depois de ser atendido. Normalmente só procuramos Deus quando precisamos, mas nunca nos atemos que ele nos procura a todo instante, nos momentos que precisamos e nos que julgamos não precisar, também.
    Meus parabéns.
    Beijos.
    Alex – lendomuito.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

    1. Compreendo.

      Mas vale pensar mais sobre :
      Existe no homem um vazio do exato tamanho de Deus ( logo só Deus pode preenche-lo ! ) –Dostoiévski–

      Cada um descobre o sentido da vida de uma forma ( e arrisco dizer que cada um além de descobrir Deus de uma forma diferente da do outro, também o enxerga diferente do outro)

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s