Quem foi SABINA SPIELREIN

 

Foi por acaso que acabei assistindo o filme Jornada da Alma  ( titulo original :  Prendimi l’anima ) que conta muito bem a história da grande psicanalista Sabina Spielrein, a qual influenciou na psicanálise de Freud e  Jung , e vale destacar o fato de que  foi uma das primeiras mulheres psicanalistas do mundo! 

images1

Com  Emilia Fox  brilhantemente como Sabina Spielrein e Iain Glen como Carl Gustav Jung, o filme nos leva a jornada de dois personagens que buscam descobrir  quem  de fato foi  Sabina. E então mergulhamos na  histeria, desejos e psicanalise que fez parte da vida de Spielrein. Super recomendo esse filme (e deixo o mesmo aqui, para apreciação de todos): 


A HISTERIA, A CURA E GRADUAÇÃO DE SABINA

Entre 1904 e 1905, Spielrein esteve internada no hospital Burghölzli em Zurique como paciente diagnosticada com histeria. Carl Gustav Jung foi seu médico e acabou sendo também seu amante, com um o tratamento iniciado utilizando o  método de Freud passou a ajudante de Jung depois de mostrar sinais de progresso. Após Spielrein sair do hospital e começar a estudar medicina, teve Jung como seu mentor de dissertação. Até mesmo o próprio trabalho de Jung adquiriu certa influência de Spielrein.

9

Sabina se graduou em 1911, defendendo uma dissertação sobre um caso de esquizofrenia. No mesmo ano, foi aceita como membro da Sociedade de Psicanálise de Viena. Em 1923, Spielrein retornou para a União Soviética e, junto com Vera Schmidt, criou um jardim de infância em Moscou, sendo todas as paredes e as mobílias de cor branca, o que deu o apelido ao lugar de Berçário Branco.

8
O Berçário Branco em Moscovo

A instituição tinha como principal finalidade o rápido amadurecimento crítico e analítico das crianças. O Berçário Branco foi fechado três anos depois por autoridades soviéticas sob a justificativa de que o local provia práticas de perversões sexuais para as crianças. Um fato interessante foi que o próprio Stalin matriculou seu filho Vassili neste lugar, mas com um nome falso.

Um documentário chamado Ich hieß Sabina Spielrein (Meu nome era Sabina Spielrein) foi feito em 2002 pela diretora sueca Elisabeth Marton, sendo lançado nos Estados Unidos no final de 2005. E além do filme que deixo aqui (de 2002) do cineasta Roberto Faenza, foi lançado em 2011 o filme Um Método Perigoso (A Dangerous Method), que aborda com mais apelo para relação sexual  de Jung com a Sabina, vivida por Keira Knightley (como mostra as fotos abaixo):2dbee5dca2976498083787f72e33de96

b968013d4a5805f477de1818e3877a89Confesso  que prefiro a versão de 2002, pois ela é muito mais focada na vida e trabalho de Sabina na psicanalise. Além de que a triz  Keira não passou ao público a mesma vivacidade de Emilia Fox em sua atuação, deixando o filme ainda mais falho se comparado ao anterior.

Mas deixo aqui o link dessa versão,caso queiram conferir  :  ASSISTIR ONLINE <<

É INTERESSANTE CONHECER A HISTÓRIA DE SABINA E VER COMO A PSICANALISE PODE DE FATO  AJUDAR A TRANSFORMAR NOSSA VIDA.

 

A apelação mais do que sensacionalista do Netflix : Thirteen Reasons Why

A série sensação do momento  Thirteen Reasons Why é uma adaptação do  livro de mesmo titulo, que  fora publicado  em 2007, cujo autor é  Jay Asher.

tumblr_inline_oo27ntXFmx1utw3s6_500

Nunca li o livro ( não perderia meu tempo! ), já perdi tempo demais assistindo a série. Mas faço questão de registrar aqui minha enorme repulsa pela mesma! 

Não vou me estender aqui sobre o blá blá que a sinopse dessa série apresenta, pois acredito que a maioria já tenha visto o bastante sobre, ou talvez assistido ao menos um episódio, mas é importante que este  post seja lido, pois essa série pode sim ser prejudicial …

Eis aqui meus 13 motivos para acha-la tão inútil  (okay na verdade apenas resumi meus mais de 13 motivos em três razões serias de porque detestei a série)! Mas antes, atenção nas palavras em vermelho :

O tema bullying é  sim um tema sério, merece sim ser abordado e tratado, abuso físico e psicológico pode sim causar depressão, e depressão pode  realmente levar ao suicídio.  Mas o que a  produção da Netflix fez foi apelar para o tema, fazendo com que se acreditasse que esta é uma série  para o publico adolescente, por abordar um tema infelizmente tão comum na fase escolar. 

Porém, na verdade essa série é adulta ( aborda violência, estrupo … morte!) ! Mas é claro que a Netflix precisa agradar a maioria dos seus espectadores, ou seja os jovens, e as garotinhas fãs de Selena Gomes (produtora da  série)! Por isso a série traz rostinhos bonitos e um estilo bem clichê adolescente,  onde a novata se apaixona pelo vampiro, ops! quer dizer pelo cara mala jogador do time da escola (que obviamente só quer transar com toda e qualquer garota, o que significa que logicamente a quer também *caso não esteja claro!)

A porcaria da série não irá apresentar soluções para os adolescentes que sofrem algum tipo de abuso, ela não oferece opções, não diz ” Fale com um adulto, ele pode ajudar! ” , pelo contrário ela diz ” É provável que seu conselheiro diga Siga em frente depois que você falar com ele sobre seu abuso, então nem conte a ele, seja rápida corte os pulsos!  O que você tem a perder amigos falsos, abusos ? Sua merda de vida? Vamos exaltar a morte, pois ela meninos (as)  é a única solução ! ”

13A

Motivo de inutilidade número 1 :   LANÇAR A CULPA SOBRE OS OUTROS

Como devem saber   a série  se inicia com Clay Jensen encontrando as fitas de Hanna Baker, onde a mesma irá contar a todos nós porque resolveu partir. Hanna faz isso de maneira bastante organizada, numera as fitas de 1 a 13, coloca Tony Padilla para ser uma espécie de guardião das mesmas, para se certificar de que todos saibam o que fizeram a ela ! 

Devem todos pagar?! Devem todos sofrer ?! Devem todos cortar os pulsos como ela ( e Alex) fizeram ?

Por que Hanna deixa as fitas ?

Sua preocupação não são seus pais, sua melhor amiga que se mudou de cidade ou qualquer outra pessoa, Hanna quer se eximir da culpa, quer  apontar o erro, ou falha de cada um para com ela, ela não se vê como culpada por ter feito escolhas ruins, ela apenas diz ” você falhou comigo, e é por sua CULPA que eu enfiei a navalha nos pulsos! ”

 Hanna é uma personagem jovem , e jovens costumam serem assim, impulsivos, péssimos em fazer escolhas,  suscetíveis a depressão quando tudo esta difícil, certo? 

e9dfe4165c48037cee82494a4e347f8a.gif

No momento em que se nota que a personagem da aos outros o poder de seu bem estar, parece justo que ela culpe os outros pela maneira como  é tratada. 

Mas quando ela pode fazer algo por si mesma o que ela faz? Ela desiste!  Ela entra numa banheira e corta os pulsos, e que se dane pai e mãe, o Clay,  e até mesmo sua melhor amiga  que se mudou, que se dane a vida !  

Muitos podem discordar de mim, mas eu não creio que a personagem pareça uma pessoa com depressão, ao longo da série vemos que Hanna  tem facilidade em fazer amigos,  é bonita, tem um emprego, chama a atenção dos garotos, inclusive de Clay que se apaixona realmente por ela.

Mas o que  sai errado?  Tudo começa com seu interesse por Justin Foley, e o que seria seu primeiro beijo acaba por se tornar  o inicio dos abusos que viria a sofrer. 

E então nos enquanto assistimos também culpamos Justin Folley por ser um abusador nojento, culpamos Jess/Jessica Davis por ser uma péssima amiga, Alex Standall pela lista quente, Zach Dempsey e  todos os demais por suas horríveis falhas. E somos levados a não culpar Hanna (pobre Hanna uma inocente suicida)! 

E então  acontece o estrupo da Jess ( o qual Hanna assiste, sem fazer nada é claro !), e depois acontece o estrupo com a própria e já fragilizada Hanna , o que torna a personagem ainda mais vitimizada, e  dessa vez por um motivo mais devastador.

As treze fitas, os treze motivos de Hanna, são sobre as atitudes de outras pessoas, logo para ela a culpa é do outro e somente do outro. Hanna vai mergulhando pouco a pouco na depressão, porque entrega o controle de sua vida aos seus abusadores, logo já não é mais tão fácil fazer amigos, nem mesmo o conselheiro da escola a ajuda, e então a solução parece  obvia ” se mate!

Para mim é inútil uma série que mostre ao jovem o que pode leva-lo ao suicídio, infelizmente é comum jovens  terem pensamentos suicidas hoje em dia, eles sabem muito bem o que os levam a te-los. Eles podem até se identificar com Hanna, e eu temo que se identifiquem com uma personagem tão fraca, tão pouco dona de si e de suas ações.  Vivemos sim , numa sociedade cheia de abusadores, ocorre abuso de crianças e jovens nos lares, nas escolhas, no trabalho, mas eles precisam aprender a lidar com isso evitando ao máximo se colocarem em risco, e a sempre buscarem ajuda, e compreender que  o ato de dor ao qual foram submetidos é sim culpa do outro, porém será somente culpa deles ( somente deles ) darem cabo da própria vida, se nem se quer tentarem realmente lutar pela vida.

Há quem diga que Hanna queria deixar uma lição através das fitas, mais  como a maioria de seus abusadores se sentiram perante elas?

  • Pouco culpados (ironicamente já que Hanna quis o tempo todo deixar claro a culpa e participação de cada um deles em sua decisão pelo suicídio!) , seguem com suas vidas, suas festas e jogos de basket, e o que vemos apenas é o mártir pelo medo de serem descobertos! Hanna deixa o Clay com o coração  tragicamente partido, colabora para o suicídio de Alex, arrasa seus pais  para sempre (que nem se quer tiveram a chance de ajuda-la!) 

Motivo de inutilidade número 2  :   Romancear o suicídio

Já temos músicas, filmes e outras séries que se apoiam sobre a depressão (ou que levam a agravar a  depressão), queremos nos divertir um pouco  através do Netflix, mas se for para assistir algo  que aborde assuntos sérios como abusos e suicídio, que isso por favor não  seja romanceado!  Porque o drama real   da depressão/abusos/suicídio não pode ser mensurado por uma série tão ridícula, que coloca foco nos pontos errados, e leva o adolescente suicida a parecer apenas alguém sem nenhuma escolha.

                                        Motivo de inutilidade número 3  :   Personagens Estereotipados

Não bastasse toda a apelação  em torno do tema ( que sempre causa na mídia e internet ), a série precisou realmente apelar para os esterótipos dos filmes  americanos sobre os adolescentes. Eu poderia falar aqui  sobre o qual inútil é a construção medíocre de cada personagem vazio, mas acho que qualquer um que tenha o minimo de percepção notou isso!

filing_images_f41a6857b8fa

Lição da série : Morrer parece ser  bem mais fácil do que evitar ser idiota, ou evitar  idiotas!

A série não nos mostra  que através da tortura que Hanna tentou provocar em seus abusadores com as fitas, eles tenham realmente aprendido algo, ou  deixado  de serem cruéis nos pontos em que a fizeram sofrer. Os personagens apenas seguem com suas vidas, deixando claro aos que sofrem os abusos  na vida real, que  se matar não levará ninguém a mudar, e que seu sofrimento mesmo que explicado através de um bilhete ou gravação é inútil, porque  tudo  permanece o mesmo ou pior …porque existem muitas outras vitimas para fazerem o papel de Hanna. 

Os personagens não sofrem , eles  apenas temem serem descobertos, Alex que se  sensibiliza demais com tudo se mata ( por culpa? ) …  ou para que tenha mais temporadas?  ( Pois quem sabe na Segunda Temporada alguém além de Clay e os pais de Hanna se sensibilizem realmente com a alguns dos  temas tão explorados) . 

A série não ajuda a tratar o bullyng ou o abuso ( seja ele físico ou emocional) , a série é ridícula, exalta a dor, a depressão e morte/suicídio  da personagem… nos leva no máximo a pensar que  já fomos ( ou somos ) vitimas , ou ”abusadores” de alguma maneira.
Não ensina os jovens a lidarem o tema, a pedirem ajuda,  ou mesmo a não serem os causadores de tanta dor para com seus conhecidos.

A série só diz  da maneira mais romanceada possível ” Hanna se matou ”. 

 

 

#STAG : Mais do que mera coincidência

stag-aquela-historiaEu fui convidada há algumas semanas pela Lua Andrade ( do blog cadernodalua.com ) para participar da hiper criativa TAG   ” #STAG Aquela História 

A tag é  uma nova proposta original do QG, com a temática:  #AquelaHistória,  acompanhados das Startups Swonkie e Vooozer, com  curadoria da Lua na elaboração de um  e-book.

Proposta temática:  #AquelaHistória, pode ser um relato muito engraçado q, ou aquela outra história de superação onde vencemos algo que nos amedrontava, uma amizade de anos, ou até mesmo aquela história do nosso primeiro amor que estamos com ele até hoje. 
Swonkie: Você gosta de apoiar pessoas e projetos certo? E se eu te contar que o QG fez uma “parceria” com a Startup Swonkie, e o motivo de estar em aspas é que não estamos fazendo isso para que seja algo momentâneo ou que seja uma troca de divulgação, e não isso não é algo patrocinado. O QG se importa com seus blogueiros e deseja sempre que cada vez mais eles possam estar se profissionalizando sem perder a essência, por isso queremos que a Swonkie esteja na jogada, a plataforma deles gera uma maior profissionalização para seus blogs, auxiliando na construção de post, na melhoria gigante em divulgação em redes sociais de modo simultâneo. 
https://swonkie.com/ (Se tiver alguma dúvida sobre a plataforma, pode entrar em contato pelo email qgdosblogueiros@gmail.com que estaremos respondendo ou no próprio site da Swonkie, pois a Andreia está sempre a disposição)   >> LEIA MAIS em QG dos Blogueiros stag-aquelahistoria

oeuinsolito.wordpress.com (2)

Agora sim, vamos a minha participação !

Mais do  que mera coincidência 

Eu já estava para contar essa história aqui desde de … Bom,desde que ela começou, mas talvez estivesse esperando que as coisas chegassem ao ponto em que chegaram.
*** E também devo dizer que essa tag me motivou muito a contar essa história ! ***
Mas é claro que não posso começar a contar do ponto em que está agora,então te convido a voltar comigo há uns meses atrás… como sabem estava muito infeliz no meu trabalho, e talvez tamanha infelicidade tenha sido notada por minha superior,tanto que não demorou muito para que eu fosse demitida. Por “sorte” (graças Deus na verdade),eu consegui outro trabalho dias depois da minha desejada, porém inesperada demissão rs.
Foi assim que passei a trabalhar para um Banco X, onde auxiliava em um departamento de liberação de empréstimos, em sua maioria para clientes que faziam investimentos e etc…
Quando estava prestes a completar dois meses neste trabalho (e confesso ainda com dificuldade para desempenhar minha função) um cliente surgiu em meu caminho…ou deveria dizer eu surgi no caminho dele por ossos do ofício?

IMG-20170428-WA0100
Enfim seja lá como queira compreender … eu tive de ligar para ele afim de falar sobre o empréstimo que o Banco X lhe disponibilizou, mas algo não estava certo, por um detalhe bastante importante,o tal cliente não tinha um perfil de investidor,não tinha empréstimo disponível e definitivamente não era um dos clientes seletos para estar no departamento.
Mesmo assim tentei verificar se o erro não era meu em estar ligando naquele número de celular,mas não, não era um erro meu ,era um erro do Banco … ou talvez algo que simplesmente devesse acontecer.
O tal cliente (com uma voz linda) foi super gentil quanto ao fato de que eu estava claramente atrapalhada, o que me deixou ainda mais constrangida quanto ao que estava acontecendo.
Foi quando olhei com mais clareza sua ficha onde estavam seus dados cadastrais, e vi algo interessante ali (Que não mudava em nada o fato dele ser um cliente no departamento errado … Mas enfim foi no que me atentei naquela hora, sua data de nascimento era dia 26/02/1991 . O que isso tem de interessante?
Foi o mesmo dia em que euzinha nasci!
Suspirei e contei a ele que aquela ligação teria sido um engano, gentil o rapaz me respondeu que estava tudo bem. Notei que ele era bastante tranquilo então achei legal comentar que nascemos no mesmo dia, e mais sem noção ainda comentei também que ele possuía o nome do meu ex namorado , ele comentou algo sobre, riu e nós despedimos.
Um amigo que me auxiliou a constatar que ele não deveria estar naquele departamento me disse “Fale com ele de novo! São muitas coincidências, ele era casado? Ou se pelo menos é de São Paulo? “
Eu respondi a verdade “Não! “
Então meu amigo anotou o número dele e vimos que ele era solteiro e do Rio de Janeiro.
Guardei o papel rindo da situação e decepcionada por não poder ouvir de novo a voz dele.
Provavelmente é apenas um carioca mulherengo -pensei.
Mas naquele dia quando estava na estação de metrô fui retirar minha passagem do bolso quando o papel caiu do meu bolso, e como todos ficaram olhando pra mim com olhar de repreensão, por eu deixar o papel no chão, eu o peguei. E pensei ” por que não o adiciono no Whatsapp e vejo como é o rosto do carioca de voz bonita? ”
*** Então vi a foto ( dele segurando um copo de plástico transparente com cerveja ) *** Ele não tem mais a foto, mas se tivesse eu postaria aqui ***
Percepções imediatas: 1-Ele é mesmo um carioca. 2-Ele é gordinho.3-Ele parece ser divertido, mas creduuu … (4-) ele curte cerveja, e eu odeio cerveja!
Mas a minha curiosidade é algo que não se contenta com a superficialidade de uma foto,então resolvi dizer oi .
E então aconteceu nossa primeira conversa (que foi bastante comica e gigantesca!)
Depois disso conversamos por pelo menos umas 5 horas, e mais horas no dia seguinte. E de novo e de novo… o que me fez virar algumas noites em claro mesmo tendo trabalho e faculdade no dia seguinte.
Algo importante na nossa primeira conversa que eu estava esquecendo de mencionar é que embora ele de fato fosse carioca estava em São Paulo haviam 17 dias (e eu fui a primeira pessoa o de São Paulo com que ele fizera amizade).

 

AGORA UMA PAUSA EM MEU RELATO PARA VERSÃO DO PRÓPRIO LEONARDO !

12376218_1094927477194424_5004417970657022322_n

Oi, eu sou o Leonardo, tudo bem?

Como conheci a insólita mais linda de todo o mundo?

Bom, foi mais ou menos assim.
Faziam poucas semanas que eu havia feito minha mudança para a grande São Paulo, não conhecia nada por aqui, a cozinha não tinha mesa ainda e eu estava dormindo em um cômodo vazio, computador e malas no chão, objetos pessoais encaixotados e tentando dormir em um colchão inflável gelado (entende-se iglu de ar e de pano…).

Era uma tarde desesperançosa pois havia passado dias e não aparecia uma entrevista de emprego decente, o dinheiro só saía, e eu havia juntado muito dinheiro suado para estar ali, não queria voltar para minha cidade natal tão cedo assim, para esfriar a cabeça decidi então tocar algumas musicas na minha velha companheira ( a Life sempre me ajudou a esvaziar a cabeça).

Em uma das musicas de um anime que curto muito o telefone tocou, um número estranho me indicava que alguma pessoa aleatória de São Paulo tinha meu numero e queria falar comigo, bom, vamos então por o papo em dia.

Atendi o telefone, ouvi a voz de uma moça, que parecia simpática, para minha não tão surpresa assim o banco, estava me ligando para falar de alguma suposta oferta, ela precisava confirmar meus dados mas na hora de me perguntar minha data de nascimento ela acabou a mencionando, e depois em um susto me falou que nascemos no mesmo dia (mundo pequeno u.u), depois disso ela acabou citando que eu tinha o mesmo nome do ex-namorado dela.

Comentei: -Puxa vida, aí não né!

Ela riu, lembro que eu iria comentar algo, porem parecia que não daria tempo. Depois disso ela retornou ao assunto principal, mas não sabia que oferta era essa, pois não aparecia nada no sistema dela, ela me pediu um momento e eu disse: -Tudo bem.

Enquanto ela estava fazendo algo que eu não entendia e o silêncio estava dominando a chamada, naquele pequeno instante decidi dedilhar algo em meu violão após colocar os fones no celular, pensei no momento que deveria ser algo haver com crédito ou empréstimo, eu já estava com a fala em mente pois não poderia efetuar nenhum dos dois naquele momento.

Demorou mais um pouquinho, ela voltou a linha e me disse que deveria haver algo de errado no sistema pois não havia nenhuma oferta pra mim.

Eu pensei comigo que nem o banco queria que eu ficasse nessa cidade…

Eu respondi: -Ah, tudo bem então.

 

No final da chamada me toquei em como a moça foi simpática o tempo todo e paciente, e pensei exatamente isso: -Poxa, bem que ela poderia pegar meu número, seria legal conhecer mais alguém daqui.

Mas isso não aconteceria por:

1- Regras empresariais
2- Mesmo nome do ex… que triste…
3- Mesma data de nascimento… que doideira…

Acabou que no fim da tarde eu recebi uma mensagem no Whatsapp de alguém daqui, falando sobre um dia na praia.

-Dia na praia??? Não vou a praia de dia e.e

Escrevi dessa forma, percebi que ficou uma certa pausa, pra deixar rolar algum papo eu coloquei em seguida:

-Olha, geralmente só vou a praia a noite, por causa dos luais que eu ia com uma ONG.

E isso fez a moça desenrolar o tal papo de que eu a conheci na praia, e que eu deveria ter esquecido dela “naquele dia”, eu olhei bem pra foto dela e ri, jamais teria esquecido um rosto como aquele, isso é fato.

13615201_295668134113731_8979582896943517315_n
*a tal foto 

Ela disse que estava triste e tal, e eu ainda não me lembrava, depois de muitas letras pressionadas em uma tela de led ela decidiu deixar uma pista de quem era de verdade e digitou:

26/02/1991

Seria isso o suficiente para eu saber do que se tratava?

LÓGICO QUE NÃO!

Me indaguei mais e mais sobre o que aquilo significava, pra mim era que ela sabia do meu aniversário, só isso.

Ela perguntou se eu agora sabia quem era, eu respondi que não somente mas por dentro eu queria ter escrito “deixa eu consultar aqui minha bola de cristal com fumacinha azul pra ver se isso pode dizer algo sobre o presente, passado ou futuro.” (na verdade eu cheguei a escrever algo parecido, porém apaguei, aprendam caros leitores, prudência na hora de teclar com estranhos…).
Depois disso ela gravou um áudio falando que nasceu nesse dia também…

Caros leitores, antes de prosseguir eu gostaria de deixar uma nota esclarecedora, nunca achem que por alguém ter falado com você por 10 ou 15 minutos tenha memorizado tudo que disse, pensou, ou até mesmo ouviu, também nunca obriguem a minha pessoa de tentar lembrar algo que normalmente não acontece nos meus pacatos dias de vida.
 Nota com amor e carinho…

Prosseguindo…

Acredito eu que ela tenha ficado pasma por eu não ter lembrado, eu mandei áudio a ela dizendo que eu não lembrava mesmo.

Sabe, Deus fez a minha cabeça como um computador a manivela, dê um comando e aguarde muito.

E do nada eu mando um áudio dizendo: -nããão… não pode ser…
Após alguns dias fomos nos encontrando, nos conhecendo, quando dei por mim estava encantado por uma moça tão maluquinha quanto eu já fui (ainda sou… acho…), percebi quanto somos parecidos e diferentes, e como nossos caminhos quase tiveram o mesmo rumo em várias etapas de nossas vidas.
Um sentimento cresceu entre nós, cresceu tanto que o dia 26/02 não vai mais servir somente para comemorar o nascimento de duas pessoas tão parecidas e distintas ao mesmo tempo.
Namoro? Isso seria impossível né?
Hoje em dia? Estamos ótimos, obrigado.

Bom, o restante da historia fica para outro dia.

Até mais. 🙂

…  t h e   e n d

Não sei se tem  algo haver com o fato de nós dois  sermos piscianos ( não deve ter porque embora nascidos no mesmo dia, e sendo tão parecidos em tantas coisas, não acreditamos nessa coisa de signos ), mas  vocês repararam  que nem um dos dois contou a história direito?! rsrsrs … Pois é, somos assim rsrsrsEm resumo ele me  beijou forçadamente em nosso primeiro encontro, e me mandou uma mensagem quando eu já estava a caminho de casa, dizendo que estava louco para me ver novamente. Eu jurava que a mim mesma que jamais o veria de novo, mas acredite nos vimos muito desde então ( toda essa história já possuí cerca de 8 meses),  inclusive em especial no nosso encontro de 26 de Fevereiro deste ano (2017) ele me pediu em namoro, e cá estamos: 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi um enorme prazer participar dessa tag (obrigada pelo convite Lua!) e compartilhar minha #lovestory com vocês !

Deixo aqui meu convite para:

Jeh  do ampulhetadossonhos.wordpress.com

Mael do deixecrescer.wordpress.com

Thiago do thiagoamazonasdemelo.wordpress.com

Jak ( minha chará ) do jkmonde.wordpress.com

Apoli do apoliland.wordpress.com

Agora borá me contar as insólitas histórias de vcs !

 

Um passo de cada Vez …

TODOS SENTIMOS MEDO, MAS TODOS PRECISAMOS VENCE-LO!
(Deixo aqui algumas palavras que marcam o retorno de uma grande amiga a esse espaço chamado blogosfera rsrs! )

Ampulheta dos Sonhos

ByKissOfParisCom o passar do tempo aprendemos a fazer escolhas na vida, algumas que mudam completamente o nosso futuro.Hoje acordei com uma certa ansiedade no coração, o mês de abril acredito que será de muitas expectativas,algumas novidades. O fim das férias , que significa voltar para uma rotina massante e cansativa,não me levem a mal eu sei que a rotina é importante e necessária, mas isso depende do que você faz no dia a dia, e se isso te deixa feliz ( eu particularmente gosto de rotinas,não me adapto tão facilmente com mudanças).

É agora que começa a novidade, com todos os medos , receios e inseguranças eu mergulhei na faculdade , eu sei que muitos falam que eu devia ter começado bem antes por conta da minha idade, ou que faculdade não é um bicho de sete cabeças, e eu concordo. Só que descobri algo que já existia em…

Ver o post original 121 mais palavras

O vulcão que está nos queimando

Essa é uma daquelas madrugadas frias, em que apesar de me sentir demasiadamente cansada do longo dia que tive ( e precisando desesperadamente dormir cedo* ou pelo menos antes das duas da manhã já que irei acordar as sete), me sinto motivada a escrever. 

Motivada pelo que ou quem? Escrever sobre o que exatamente?
Bom… a verdade é que nem sei por onde começar, mas senti falta de estar aqui. Como devem saber escrever me acalma, me faz organizar as ideias, as colocando em desordens de loucas escritas, que mais se parecem absurdos caóticos, de emoções em combustão na larva fervente de um vulcão de caracteres.

vulcao-erupcao
É … FICA PERCEPTÍVEL A TODO E QUALQUER LEITOR QUE CONTINUO TÃO EXAGERADA NA EXPRESSÃO QUANTO SEMPRE FUI, E AINDA POSSUO ESSA ÂNSIA DE DIZER UM BILHÃO DE COISAS, QUE POR MAIS QUE EU SAIBA QUE NÃO CABERIAM NUM ÚNICO TEXTO, EU TENTO … TENTO MESMO!

Tenho sentido estes últimos meses e dias com uma sensibilidade extrema…  muitas coisas aconteceram comigo, com o Brasil e com o mundo!
Sangue-sugas estão governando nosso país, há rumores ( não são só rumores, mas causa menos panico colocar assim ) de terceira guerra mundial. E eu ainda me pego hora ou outra navegando entre livros/filmes/músicas/estranhos(as)/conversas e etc, tentando em algo, alguém , ou algum lugar, de alguma maneira fingir que o mundo não esta em erupção. Ou mesmo aceitando que esta ( pois esta mesmo! ), continuo como todos ( ou pelo como a maioria ) tentando evitar a larva quente, mesmo quando essa me queima.

Mucosas grotescas provocadas pelo vírus do ódio , bactérias de ganancias sem limites, intoxicações capazes de causar absoluta falta de empatia, estamos queimando, e apenas assistindo o mau acontecer e nos afetar.

Nós não podemos apenas mudar de canal, abaixar o volume da rádio, evitar a manchete do jornal e pular para os filmes em cartaz, rasgar os livros que previam esta realidade em nossa sociedade … não podemos simplesmente evitar, não quando até as noites frias chegam, e ainda sim sentimos queimar , a história se repete (?)

De repente já não é mais tão importante falar sobre mim, não agora, que o mundo ao redor está fritando … ou talvez eu só esteja falando porque a larva quente chegou até mim, e tenha me queimado a tal ponto em que eu preciso optar seriamente entre sobreviver consciente, ou rastejar  para a marcha dos zombies escravizados. 

Silêncio

178970-Hush.-Enjoy-The-Silence

O grave da minha voz poderia incomodar
Mas o que quero realmente, é ensurdecer a alma dos desavisados  
Os que não sabem para que, ou pelo que vale apena gritar
Eu vim pra que houvesse dor
Pois a dor que em mim doeu primeiro, me ensinou o que todos deveriam aprender
Que o grito vem e morre, mas o silencio há de perdurar

Fazendo do silencio meu mais estrondoso grito 

Eu ainda ouço os pensamentos  mudos ao redor
Ameaço um grito , mas a frieza  me cala
Sou só silêncio afogada nos gritos que nunca saíram do peito

Porque me calo?
O que dizer ?
Se digo apago a ideia ao invés de acende-la, e assim eu causo o incêndio
Eu  mesmo coloco fogo e recolho as cinzas 
Vou embora sem dizer nada , nem uma só palavra

Fecho a porta
Pulo da janela
Eu me  arrependo

Quebrei a ponte que usei para chegar até aqui 

Eram palavras, agora é só silencio 

Sobre meu retorno, e algo sobre falsidade e reais amizades

tumblr_o4iiilTZxw1s6vy0io1_r2_1280

Olá !
Faz bastante que não passo por aqui, e isso claro não é por nada além do que falta de tempo.
Estou novamente mergulhada em obrigações, trabalho, faculdade e vida pessoal,tudo parece ter se aglomerado numa enorme bola de deveres,que mais parece um novelo gigante, onde tudo esta entrelaçado e eu nunca sei por onde começar.
Talvez essa analogia bizarra explique minhas faltas na faculdade, simplesmente para ter tempo de dormir mais do que 5 horas por noite.
Enfim eu resolvi me organizar esse fim de semana para passar por aqui e agradecer a todos (as) que ainda mantem contato comigo através do email e pelas redes sociais.
A página criada para este blog, está mais abandonada do que nunca, mas ainda tá ! rs

Obrigada a todos (as) pelas palavras de apoio e sinceros desejos de melhora.

tumblr_nhzgacG4En1tt9bp3o1_500

Apesar as correria da minha vida atualmente, essa tem sido uma especial fase de aprendizado árduo e necessário.Cada dia tem sido um grande e diferente desafio.
Estou por essa razão me focando mais nas coisas e nas pessoas que realmente importam, e passando a deixar de lado coisas supérfluas e pessoas insinceras que se diziam minhas amigas.
Amizade de verdade é algo realmente raro,e muitas vezes pensamos a ter encontrado pelo simples fato de termos vividos momentos felizes ou até fases dificies com alguém.
Mas algo realmente importante que aprendi, é que amigos de verdade não disputam nada (muito menos bobagens ridículas tipicas do universo abobalhado e feminino) . Aliás mulheres adultas com o minimo de cérebro não fazem isto, sejam amigas ou não.
Enfim amigos(as) de verdade não invejam, não torcem contra e muito menos desrespeitam um ao outro (a)
Considero que pessoas que nomeiam como AMIZADE qualquer coisa contraria a isto, esteja demasiadamente enganada, ou simplesmente se negue a ver o obvio.
E quanto aos que agem assim para com o outro, apenas meu desprezo á tanta inveja e mediocridade. Que um dia o real AMOR de uma AMIZADE possa preencher corações tão amargurados e vazios!

Mas como devem saber, não é a primeira vez que me deparo com pessoas desse tipo .
Por tanto valorizo ainda mais cada um de vocês que mesmo não fazendo parte do meu dia a dia através de um contato pessoal, me escutam ( através dessas palavras),me respeitam e dispensam parte de seu precioso tempo para me escrever ,me apoiando e me motivando a continuar .
Diante de tanto ódio, obrigada por me fazerem ainda ver amor nas pessoas.
Diante de tanto rancor, obrigada por me mostrarem o caminho do perdão.
Continuo com bravura enfrentando os desafios

Já diria meu Rapper do coraçãoAmigo de verdade se alegra com você
Tudo que você faz ele torce por você
Até de longe você sabe quando é sincero
Trairagem é mato, eu falo sério
A inveja é lamentável mas me fortalece
Só assim eu tô ligado em quem que me merece

Ainda há gente de bom ❤ nesse mundo, e muitas delas dei a sorte de encontrar por aqui !

Obrigada blogueiros (as) , insólitos e insólitas ❤

PS: Já faz um tempo que o Whats do blog está ”fora do ar” , em breve eu volto a manter contato com vocês por lá também.